Rock in Rio dia 5 Palco Sunset: O aperto Avril Lavigne

19
0

Num dos dias mais quentes do inverno, público superlota o Sunset para quase não ouvir a canadense, eterna musa dos adolescentes, desde 2002

Uma das atrações mais esperadas do festival, a cantora canadense Avril Lavigne foi, sem nenhuma culpa, a causadora de uma das maiores decepções do festival e, provavelmente, do maior erro da produção do evento.

Houve o erro maior, que foi o da escalação da artista para o palco menor. Era claro para todos os que entendem um pouco de música (menos para os organizadores do Rock in Rio) que a canadense tem apelo para lotar o Palco Mundo, o que tornaria o Sunset um aperto só.

O som (sempre ele) estava baixo e embolado e, para piorar tudo, a proximidade com o horário do show do Fall Out Boy fez com a última canção do set de Avril (“I’m with you”) fosse praticamente “cortada ao meio”.

Muito calor e fãs saindo antes do fim

O calor que fazia no Rio de Janeiro causou uma série de atendimentos de pessoas passando mal bem antes do show começar e muita gente foi embora antes do fim da apresentação, não por conta da performance da cantora.

O problema principal era mesmo o som: baixo e sem definição.

Desde o primeiro número (“Girlfriend”) os fãs imploravam para que o volume fosse aumentado, sem sucesso.

O estranho é que ele (o som) foi bom em vários shows e péssimo em outros.

Nem a simpatia salvou

Avril Lavigne não é famosa por ser simpática. Porém, ela parecia estar de bom humor e até ensaiou alguns diálogos (inaudíveis) com a plateia.

Infelizmente, nem isso ajudou. Na sequência final da apresentação – “Head Above Water”, “Avalanche” e a já citada “I’m With You” – era nítido o movimento de fãs decepcionados indo embora reclamando do som.

Com uma carinha de garota, a cantora também deve ter ficado frustrada por não poder dar a multidão que se apertava para vê-la um show para ficar (no bom sentido) na memória.

Fica a pergunta da razão de uma artista com tanto apelo ter focado trepada com a do Palco Mundo e, acima de tudo, qual a explicação para um som tão deficiente.

Tomara que quem tenha assistido pela TV tenha conseguido ouvir alguma coisa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *