em

10 filmes para não perder em 2009

Exterminador do Futuro

10. O Exterminador do Futuro: A Salvação

A Salvação não é somente mais um filme da franquia Terminator, o filme trás consigo a responsabilidade de reciclar a franquia e ser o primeiro de uma nova trilogia da Fox.
Ponto alto: Christian Bale é o astro do filme, além de ser um pusta ator precisamos todo privilegiar o Bruce Wayne em suas outras produções.
Ponto baixo: McG é o diretor e até hoje ele nunca emplacou um sucesso de criíticas, sempre que leio seu nome me lembro de As Panteras e As Panteras 2.
Tags: Fox, Exterminador do Futuro, Christian Bale, McG

Transformers 2

9. Transformers: A Vingança dos Derrotados

Michael Bay nunca foi um diretor com pretensões intelectuais e por isso mesmo todos podemos ter certeza que Transformers 2 vai no mínimo proporcionar tudo aquilo que esperamos de um filme pipoca.
Ponto alto: Megan Fox, a beldade que conseguiu se destacar no meio dos Autobots e Decepticons do primeiro filme.
Ponto baixo: A falta de um roteiro descente que enriqueça ainda mais a emoção de ver nossos brinquedos de infância tomarem vida. É preciso lembrar que Bay escreveu primeiro as cenas de ação para depois pensar numa história para encaixar…
Tags: Transformers, Michael Bay, Megan Fox

che

8. Che

Che Guevara incarnado em Benicio del Toro nos fornece a mais ousada produção sobre o herói de todos os tempos. Este filme possui tantos pontos fortes que fica difícil enumerar, mas ressalto aqui que mesmo sendo uma produção cara dos cinemas norte-americanos, que o filme é falado em espanhol.
Ponto alto: Simplesmente temos 4 horas e 48 minutos da história do maior personagem latino-americano pelas mãos do mais do que competente Steven Soderbergh.
Ponto baixo: O filme é divido em dois, algo totalmente desnecessário ao meu ver 😀
Tags: Che, Benicio del Toro, Steven Soderbergh

Sherlock Holmes

7. Sherlock Holmes

Robert Downey Jr como Sherlock Holmes, Jude Law como Dr. Watson e Guy Ritchie na direção. Precisa falar mais?
Ponto alto: O filme é baseado nos quadrinhos ainda inéditos de Lionel Wigram e promete mostrar uma visão brutal do personagem.
Ponto baixo: Guy Ritchie não me satisfez completamente em Rocknrolla, portanto fica a dúvida se o diretor realmente não perdeu o fôlego.
Tags: Sherlock Holmes, Guy Ritchie, Robert Downey Jr, Jude Law

Star Trek

6. Star Trek

Nunca fui fã de Jornada nas Estrelas e coloco muita fé neste filme que vai tentar justamente apresentar a série para uma nova geração. E a história apresentada será justamente a dos primeiros dias de James T. Kirk e do Sr. Spock.
Ponto alto: J.J. Abrams é uma grande promessa de Hollywood e por enquanto não decepcionou.
Ponto baixo: A Enterprise (atirem suas pedras agora) é uma nave muito grande e chata, não existe graça nenhuma numa nave que não é capaz de manobras e batalhas espaciais.
Tags: Star Trek, J.J. Abrams

A Origem de Cobra

5. G.I. Joe: A Origem de Cobra

Qual garoto não gosta dos Comandos em Ação? Este filme além de uma grande espectativa gera também grande medo, pois se for ruim não teremos outro filme baseado nos desenhos da década de 80 tão cedo.
Ponto alto:
O visual dos personagens está muito bom, eles são pouco realísticos se levarmos em conta os uniformes do exército atual, mas para o cinema funcionam muito bem.
Ponto baixo: O diretor Stephen Sommers (Van Helsing, A Múmia).

Tags: Comandos em Ação, G.I. Joe, Stephen Sommers

The Imaginarium of Parnassus

4. The Imaginarium of Doctor Parnassus

Dr. Parnassus (Colin Farrell, Heath Ledger, Johnny Depp) é um imortal contador de histórias que viaja pelo mundo com seus companheiros, em uma espécie de teatro itinerante, e sofre pelo fato de o mundo não precisar mais de seus contos.
Ponto alto: Tudo conspira para o filme ser muito bom: a direção do aclamado Terry Gilliam, o elenco maravilhoso e a história fantástica.
Ponto baixo: Não dá para dizer com certeza se será um ponto baixo ou um ponto alto, mas a grande dúvida em relação a este filme recai sobre o fato do filme ter sido adaptado após a morte de Heath Ledger, já que o ator estava no meio das filmagens e foi sua participação foi complementada por Depp e Farrell.
Tags: The Imaginarium of Doctor Parnassus, Colin Farrell, Heath Ledger, Johnny Depp, Terry Gilliam

X-Men Origins: Wolverine

3. X-Men Origins: Wolverine

Só pelo fato de ser um filme X-Men já colocar Wolverine em qualquer lista de mais aguardados, mas Wolverine também deverá definir o futuro (breve) dos filmes mutantes nos cinemas (Magneto, Novos X-Men, X-Men 4).
Ponto alto: Hugh Jackman além de um ótimo ator é perfeito para o papel e sem dúvida alguma foi fator decisivo para que a Fox decidisse investir num filme solo do personagem.
Ponto baixo: As brigas entre o diretor Tom Rothman e a Fox na produção 🙁
Tags: X-Men, Wolverine, Marvel, Hugh Jackman

watchmen

2. Watchmen: O Filme

A melhor história em quadrinhos de todos os tempos ganhando forma de uma maneira respeitosa e que promete agradar não somente o público leigo, mas também os próprios fãs da obra de Alan Moore.
Ponto alto: Zack Snyder é verdadeiramente um visionário e mesmo com toda polêmica, seu trabalho vêm agradando a gregos e troianos (menos o chato do Moore).
Ponto baixo: É simplesmente impossível adaptar com a fidelidade que gostaríamos o filme sem que fossem necessárias 10 produções independentes, portanto não há do que reclamar.
Tags: Watchmen, Zack Snyder, Alan Moore

avatar

1. Avatar

Prefiro nem me desgastar comentando sobre o filme pois como já disse é a produção mais aguardada de todos os tempos, o que sem dúvida é uma faca de dois gumes. Mas em Cameron we trust e pode ter certeza que o Ambrosia fará a maior cobertura nacional sobre o assunto, esteja preparado!
Sinopse de Avatar: a história gira em torno do veterano de guerra Jake, enviado a um planeta alienígena para explorar seus recursos naturais e que se apaixona pela alienígena Pandora – da raça Na´vi. Os Na´vis são uma raça primitiva que habitam o planeta e não aceitam pacificamente a colonização humana, então uma guerra está sendo travada entre os Na´vi e os Avatares, que são clones dos alienígenas criados pela humanidade para o combate. O filme só estréia dia 30 de dezembro de 2009.
Tags: Avatar, James Cameron

Também de olho: Red Sonja, Fanboys, Shutter island, Operação Valquíria, A troca, The Wrestler, Nottingham, 2012, Coraline, Inglourious Basterds, Inimigos Públicos, UP, Agora…

13 opinaram!

Deixe sua opinião!
  1. Bem, o filme do Che Guevara vai ser um dos q vou fazer questão de não assistir…

    “Herói” comunista que não passa de uma foto numa camiseta…

  2. Eu sinceramente estava esperando entrar neste post e começar a discordar (esses artigos que enumeram coisas sempre geram discódia), mas não tenho o que reclamar, no máximo falaria que Coraline devia ter entrado, mas nem acho isto muito necessério.. Muito bom o artigo!

    E Paulo, eu não sou simpatizante do Che, mas também não acho que ele deve ser julgado baseando-se no uso póstumo de sua imagem. Até porque, isto seria um ato extremamente complicado, pois ele ganhou diversos significados, sendo incusive tratado como santo na Bolívia. Tem um documentário recente chamado Personal Che que mostra isto de uma forma extremamente interessante. Lembrando que todo mundo que morre como mártir vira herói.

  3. Mas eu não baseio minha opinião sobre ele somente pelo uso póstumo da sua imagem, mas sim pelas suas atitudes em vida.

    Não posso, como defensor da democracia e da liberdade de expressão, reverenciar um fascínora que erradicava coletivamente aqueles que discordavam da sua visão utópica do mundo com balas de fuzil.

    Então eu pergunto: que herói é esse???

  4. Como assim a nave Enterprise não é capaz de manobras e não é prática no combate espacial? Aqui não é Star Wars, onde X-wings desengonçadas fazem “manobras de caça no vácuo”, aqui é Star Trek, onde diplomacia conta mais que canhões foton, mas quando a diplomacia falah, os canhões estã a postos e funcionam bem!

  5. Concordo, Paulo, que ele não é nenhum herói pelo que ele fez (opinião pessoal). Mas ele acabou virando herói para diversas pessoas; temos que lembrar que, quando alguém vira mártir, vira ou herói ou santo. Ele, por mais irônico que seja, virou os dois (o primeiro para os pró-revolução armada o segundo para cristãos mais simples da região boliviana na qual morreu).

    Por isso que eu adoro a frase do Dark Knight: “or you die a hero or you live long enough to see yourself became the villain”.
    Che morreu logo. Então eu não concordo com ele ser considerado herói (ou santo, que seja), mas sinceramente entendo o porquê disso.

  6. Você simplesmente ignoram o fato de vivermos no mundo real e não num conto de fadas, se o Guevara ficasse só na base da filosofia igual grande parte dos intelectuais que se escondem por trás da mídia não teria havido nenhuma revolução. No mundo real é preciso que haja sangue para que algo realmente aconteça, se Jesus tivesse envelhecido pregando nunca teríamos a religião crista como ela existe e não se esqueçam também que nenhum herói leva a vida na base da ideologia… que seria do Rei Arthur se resolvesse implantar uma democracia 😀

    Che Guevara sem dúvida algum é um nome singular que se tornou herói dentro da sua realidade e falar que sua luta não surtou mais efeito que ganhar sua imagem nas camisetas é ridículo. Seria muito melhor se você fizessem alguma coisa pelos outros do que ficarem criticando quem deu a vida por um ideal. Recomendo que comecem saindo do sofá da sala ou da cadeira do computador e façam uma viagem (não virtual) pelo terceiro mundo em vez de sonhar com Paris e com a Disney.

  7. Faltaram os quatro melhores: Homem de Ferro 2(o melhor de todos), Vingadores, A Nova Viagem de Lula, Pai Cabela Contra Valdihulk.

Deixe sua opinião