em ,

A beleza e sensibilidade em "Desobediência"

Na sua primeira incursão em filme de língua inglesa, o diretor chileno Sebastián Lelio (vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro por “Uma Mulher Fantástica”) vem com a força de um elenco encabeçado por Rachel Weisz e Rachel McAdams para trazer a história do romance proibido entre duas mulheres na comunidade judaica ortodoxa. Em “Desobediência”, Ronit (Weisz) é uma fotógrafa em Nova York que recebe a notícia do falecimento de seu pai, com quem ficou brigada, rabino extremamente venerado pela comunidade em Londres, onde moravam.
Ao retornar para o período do Shivá, ela é recebida por Dovid (Alessandro Nivola), amigo de infância, aluno favorito de seu pai. Ronit descobre que ele se casou com Esti (McAdams), com quem teve uma forte ligação no passado. A descoberta do início do romance fez com que ela saísse de casa e da sua comunidade.

Apesar do tema, o diretor é muito respeitoso com a questão religiosa, além de desenvolver adequadamente os conflitos internos das duas mulheres ao se reencontrarem após todos esses anos. Isso fica mais evidente em Esti, cuja religiosidade é verdadeira e sabe seu lugar na comunidade e com seu marido. Mas sofre com seus sentimentos enterrados desde que se separou de Ronit.
As duas atrizes estão perfeitas em seus papéis, em que muita coisa está dita apenas com os olhares de cada uma, dando uma força enorme à entrega de suas personagens, junto com os precisos enquadramentos feitos pelo diretor, mostrando apenas o que é necessário para entendermos o contexto. Existe uma cena em particular, no fim do filme, mostrando apenas Dovid, que mostra todo o sentimento e a sensibilidade do diretor.
“Desobediência” é um filme sensível e belo, que aborda certas particularidades que podem causar estranheza em alguns espectadores, por serem demasiadamente próprias da cultura judaica, mas que servem para que possamos aprender ainda mais sobre outras culturas, sem cair no didatismo, o que é um mérito do roteiro assinado por Lelio e Rebecca Lenkiewicz (Ida). A prioridade é a continuidade da história em si.
Filme: Desobediência (Disobedience)
Direção: Sebastián Lelio
Elenco: Rachel Weiz, Rache McAdams, Alessandro Nivola
Gênero: Drama/Romance
País: EUA
Ano de produção: 2018
Distribuidora: Sony Pictures
Duração: 1h 54min
Classificação: 14 anos

Deixe sua opinião

"O Negócio" se despede após bem-sucedida carreira na HBO Brasil

Quatro perguntas para o poeta Bruno Candéas