em

A majestosa Enterprise

Eu nunca soube explicar direito o fascínio que eu tenho pela USS Enterprise “NCC-1701” de Jornada nas Estrelas, mas é algo engraçado. Eu lembro de assistir alguns episódios de Jornada quando era moleque e aquela nave sempre me fascinou. Não sei se pelo desenho dela, pelos (d)efeitos especiais, mas algo me fascinava.

enterprise

Então, uma das primeiras recordações que eu tenho é de ter ganho uma mini Enterprise de brinquedo e fui ver os filmes de Jornada, já que o seriado há anos não existia mais. Então eu vi na ordem, certinho. E o primeiro deles tem duas cenas que me fizeram apaixonar pela majestosa nave. Vou postar as duas abaixo.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=GSvV2QTAcHY[/youtube]

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=TdKPPl9GPiE[/youtube]

A música tema do filme feita por Jerry Goldsmith[bb] é uma obra de arte sem qualquer comparação. É um verdadeiro tema de herói sendo empregado a uma nave, um objeto inanimado que ganhou uma legião de fãs pelo mundo maior até mesmo que a própria série, passando para outras mídias como quadrinhos e games.

Ainda existindo os filmes da primeira geração, surgiu em 1987 a Nova Geração, com uma nova Enterprise e uma regravação do tema de Jornada.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=fL8nnMpV2Eo[/youtube]

Nesta, a bela Enterprise ganhou um tamanho aparentemente maior, formas mais arredondadas e maior poder de fogo, bem como a possibilidade de separar sua sessão disco do resto da nave a fim de evitar maiores baixas da tripulação não combatente.

Após isso, surgiram mais duas séries de Star Trek, mas sem a Enterprise, são elas Deep Space Nine e Voyager, ambas legais, mas sem a Enterprise complica um pouco.

Então, em 2001 surgiu Jornada nas Estrelas: Enterprise, uma série que se passava com a primeira tripulação da primeira nave espacial chamada Enterprise. O seriado até que era divertidinho, mas faltava algo que somente as tripulações que chegaram aos cinemas sabiam o que era: Ação, com a devida dose de humor e seriedade.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=pPaoM_J5RV8[/youtube]

Esta cena acima dos filme Jornada nas Estrelas mostra que com o passar dos anos, as batalhas espaciais se tornaram mais ferrenhas e é claro, com a melhoria nos efeitos especiais, puderam ganhar um ar mais dinâmico. Eu tenho uma visão meio contrária a isso, especialmente porque as batalhas antigas eram tratadas como se fossem batalhas de navios no mar disparando seus canhões e não de aviões no céu.

nova-enterprise

E essa semana, estréia mundialmente o novo Jornada nas Estrelas, com um novo elenco interpretando a primeira geração, de Kirk e cia. Ao que parece, o filme será bem sucedido em público e crítica. A majestosa, refeita para este filme, ficou linda, como vocês podem conferir acima.

Agora, basta esperar chegar a sexta feira para podermos conferir o quão majestosa ela ficou e se esta nova empreitada de Jornada nas Estrelas será tão bem sucedida quanto suas anteriores.

J.R. Dib

12 opinaram!

Deixe sua opinião!
  1. Milleniun Falcon é coisa de noob!

    Galactica é que é o poder !!!… Mas verdade seja dita,
    O novo Star Trek é recomeço que a série precisava.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pró Player

Publicado por J.R. Dib

GamerCinéfiloMusicólogo

Primeiros quadrinhos da Quadrinhos na Cia.

Trailer da sequência de Red Dead Revolver disponível!