em ,

"Artista do Desastre": uma complexa comédia agridoce

Como bem Tim Burton comprovou, cinebiografias de diretores/filmes ruins rendem bons longas. Vinte e três anos depois de Burton lançar seu Ed Wood”, o ator e diretor James Franco se reinventa com Artista do Desastre”, produção que se debruça sobre o controverso “diretor” Tommy Wiseau, e sua criatura, o filme “The Room”, bancado, dirigido, produzido, escrito e protagonizado pelo mesmo, tido como um dos piores já feitos, mas bem absorvido ao longo do tempo, virando uma iguaria cultuada, sendo exibido e adorado até hoje (seu lançamento foi em 2003).
Baseado no livro de Greg Sestero, amigo de Wiseau e ator do tal filme, o longa de Franco reconta a história de amizade dos dois, que é o estopim para os acontecimentos que se seguirão, e que, pelo inusitado dessa relação, virou história. Sestero (melhor interpretação de Dave Franco ate aqui) conhece a figura esquisita de Wiseau (o próprio James Franco, em composição muito notável) numa escola de teatro, e começam a estabelecer uma relação de amizade, ainda que o pretenso e enigmático futuro diretor pouco revele de seu passado (até hoje!).
Eles tentam a vida em Los Angeles, mas esbarram na concorrência habitual de mercado (preste atenção nas diversas e hilárias aparições de grandes nomes do cinema) e na eloquência da convivência, na qual Wiseau chega ao paroxismo de sua personalidade passional com o próprio amigo e quem os cerca. É quando também ele resolve fazer seu próprio filme, para assim entrar no metiê de Hollywood. Mas obviamente que seu pouco conhecimento técnico, aliado a uma excentricidade no modo de lidar com a responsabilidade e com as relações pessoais no set, fizeram do filme basicamente o que ele se tornou.
"Artista do Desastre": uma complexa comédia agridoce | Críticas | Revista Ambrosia
Franco acampa todas essas minúcias sem tornar tudo uma caricatura afetiva. O olhar do ator/diretor está na complexidade por trás da estranheza e essa sua busca deixa o filme muita mais consistente e até de certa forma, pessoal. Artista do Desastre” é o que chamamos de comédia agridoce, e dá muito certo pois dimensiona seu indivíduo ao invés de rir dele. E James Franco acaba por refletir o seu biografado: consegue ser levado a sério (como ator e como diretor) tratando com seriedade suas próprias controvérsias. E pelo jeito, a dos outros também.
"Artista do Desastre": uma complexa comédia agridoce | Críticas | Revista AmbrosiaFilme: Artista do Desastre (The Disaster Artist)
Direção: James Franco
Elenco: James Franco, Dave Franco, Seth Rogen
Gênero: Drama, Comédia, Biografia
País: EUA
Ano de produção: 2017
Distribuidora: Warner Bros
Duração: 1h 44 min
Classificação: 14 anos

Opiniões

Participe com sua opinião!

Carregando

0