Cultura colaborativa! Participe, publique e ganhe pelo seu conteúdo!

“Rambo: Até o Fim” – com críticas negativas, filme fica atrás de “Downtown Abbey” e “Ad Astra”

“Rambo: Até o Fim” está dividindo opiniões, e embora ainda não possa ser considerado um fracasso, falhou em ficar no topo das bilheterias dos EUA nesse final de semana. Nos EUA o filme abriu com uma bilheteria de US$ 1.3 milhões, e a expectativa era de uma arrecadação de US$ 23 milhões de sexta a domingo. No entanto, segundo as estimativas, o longa somou US$ 19 milhões, ficando em terceiro lugar, atrás dos US$ 19,2  milhões da medalha de prata “Ad Astra”, ficção científica de Brad Pitt. O campeão foi uma surpresa: “Downtown Abbey”, sequência da série britânica homônima, que deve fechar o final de semana com US$ 31 milhões.

O quinto título da franquia iniciada com “Rambo: Programado para Matar” teve nota B no CinemaScore, que faz pesquisa com os espectadores após à sessão. Porém os críticos foram, em sua maioria, implacáveis, a exemplo da Folha de São Paulo, que taxou o filme de “asqueroso”. E parece que o criador do personagem está no grupo dos descontentes. David Morrell, autor de First Blood, o livro de 1972 que inspirou o filme de 1982, declarou em sua conta no Twitter que concorda com as críticas negativas. “Eu concordo com essas críticas de Rambo: Até o Fim. O filme é uma bagunça. Sinto-me embaraçado por ter meu nome associado a ele.”, disse. Lembrando que Morrell está nos créditos pelo fato de a história ser baseada no personagem criado por ele.

Nesse que, em tese, é o último filme da franquia protagonizada por Sylvester Stallone, Rambo deve confrontar seu passado e desenterrar suas habilidades de combate implacáveis ​​para se vingar em uma missão final. Confira nossa crítica aqui.

Confira abaixo o episódio do Outcast sobre o longa.

Compartilhar Publicação
Link para Compartilhar
Publicação Anterior

Escute “Nine”, novo álbum do Blink-182

Próxima publicação

Catálogo DC Comics/Panini | Quadrinhos de setembro/2019

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia a seguir