em ,

Crítica de Bird Box, não abra os seus olhos!

Sandra Bullock tá incrível em BIRD BOX! Vem saber o que eu achei do filme do momento da Netflix!

Edição e videografismo: TRIM Studio http://www.trimstudio.com.br

32 opinaram!

Deixe sua opinião!
  1. A mensagem é bem óbvia, tanto que, ela nem da nome para as crianças, ela os chama de Garoto e garota, conforme o tempo passa dá para perceber que ela acaba criando um laço de afeto com as crianças e da nome a elas no final.

  2. Parabéns pela critica Carol! Eu gostei muito do filme!
    Acho triste as pessoas criticando pq o filme não entregou tudo "mastigado"!!! poxa galera!!! o legal de alguns filmes é justamente isso, a curiosidade, criatividade e teorias! Um abraço!

  3. Muito boa a observação sobre "a caixa de pássaros". No livro tem um capitulo que o autor tras isso e a Melorie compara toda a situação deles na casa como se estivessem presos aqui na terra e controlados pelas criaturas e ate fala que parece que nao tem por onde escapar.
    Tbm adorei o fato de não mostrarem as criaturas faz todo o sentido!! Ótimo video Carol 🙂

  4. Na minha opinião: O ato deles presos na casa: personagens sem graça, onde não criamos simpatia nenhuma por eles (ate pq ja sabemos que irão morrer), único personagem que salva um pouco é do John Malkovick, mas mesmo assim é pequeno para um ator do gabarito dele. O ato da Sandra Bullock (ela é quem torna o filme pelo menos mediano) com as crianças no barco, sim é mais envolvente e cria um ambiente mais sombrio, porém não entrega o prometido, já que o final é bem previsível ( cadê a decida pelo rio super perigosa?). Netflix e seus filmes superestimáveis.

  5. Apesar de notar que faltou algumas explicações do diretor do filme sobre alguns fatos do filme… Eu achei o filme perfeito… O diretor reinventou o gênero de terror por meio desse filme… Porque hoje em dia com diversidade de tecnologia os diretores dos filmes tem que contar com uma boa história, pois, efeitos especiais JÁ NÃO SÃO MAIS A CEREJA DO BOLO…. A atuação das crianças foram de acordo com o esperado. Pensa bem: as crianças foram criadas por uma mãe dura e amarga.. Nasceram no mundo amargo… E a mãe esconderam delas o que realmente acontecia no mundo… Elas fizeram papel de meninos assutados.. Mas desentendidos… porque eles ouviram a mãe falar das criaturas mas nunca viram os monstros de fato… Estão as crianças esboçaram desentendimento, pois as mãe sempre as manteve trancadas… Nem sequer tinham nomes… Porque a mãe não queria apegar a elas… Essa Carol está meio equivocada em relação as crianças…

  6. Eu fui perdendo a energia durante o filme, queria mais cenas do rio, um dialogo melhor e menos expositiva quando as crianças estão em perigo, não explicar foi a melhor coisa mas acho que não construiram bem a relação dela com as crianças, a ideia é otima mas eu não me empolguei tanto.

  7. Concordo 100% com vc, que vídeo bom. Fiquei muito brava de ver as pessoas falando que o filme é péssimo! Não tem nada de péssimo. Me lembrou muito as narrativas do Stephen King, onde o monstro é sempre o plano de fundo para falar da humanidade nas pessoas, eu acho esse sempre um tema muito interessante, mas também difícil de "fazer direito".
    Concordo sobre o rosto da Sandra, infelizmente! Sobre as crianças pra mim foi bem x, não me atrapalhou nem achei foda. Mas talvez essa fosse mesmo a intenção.
    Sei que chorei demais quando eles chegam lá no final, e quando eu choro é sempre sinal de que me tocou mto profundamente! Muito foda a crítica e o filme 🙂
    PS: lembrei de vc nos stories dizendo que teve que dublar o vídeo no final pq tinha perdido o áudio haha tadinha! Mas ficou ótimo viu?? Um beijo Carol!

  8. minha maior duvida é como raios os pássaros ficaram vivos? eles vivem mais de anos numa caixa, colocaram eles no congelador, eles caem no rio e ficam vivos, pássaros ninjas do caramba

Deixe sua opinião

Festival Coachella anuncia sua edição de vinte anos liderada por Childish Gambino, Tame Impala e Ariana Grande

Livros para ler em 2019: metas de leitura