em ,

Curtos: Enquanto Isso (Dir. Vitor Leite)

Sinopse

Bernardo é um aluno do primeiro ano com problemas auditivos. Emília é uma jovem talentosa que conseguiu publicar uma de suas histórias em quadrinhos. Os eventos catastróficos de 11 de Setembro aproximam eles dois de uma forma inesperada.

O que temos a dizer

As histórias que se passam em escolas são um sug-gênero bem estabelecido no mercado cinematográfico americano, mas pouco exploradas por aqui, o que me remete ao filme dos Trapalhões com o Supla, infelizmente. É como se o público – e talvez nossos diretores, roteiristas e produtores – achassem a vida na high school fosse muito mais excitante do que a vida no colegial.

Enquanto Isso nos dá um curto vislumbre de um bom filme sobre adolescentes sem que comediantes com quase trinta anos façam sua rotina escalafobética irritante como garotos de 16. Não só é um pequeno conto romântico que tem os dois pés firmes no chão, como tem um acontecimento real e bastante dramático como pano de fundo. É interessante – principalmente para alguém como eu, que estava na sala de aula quando os eventos de 11 de setembro de 2001 começaram a se desenrolar – ver um casal aflorar num momento que precedeu uma espécie de pânico global – embora, no fundo, eu ainda tenha o desejo de ver alguém retratar esse exato momento de pânico, dúvida e um pouco de humor perverso de um país longe do ocorrido.

Embora o curta de Vitor Leite seja uma história que não tenta sair do lugar comum, absorve alguns clichés do cinema americano e tenha algumas excentricidades que parecem fora de lugar, as atuações dos adolescentes Patricia WiëseJoão Pedro Zappa parecem espontâneas e cativantes o suficiente para segurar a atenção do espectador. Outro bom destaque é a fotografia simples e inteligente de João Atala, fazendo com que o filme fique na cabeça pela substância, e não pelo acabamento, sem deixar de construir belas imagens. Um filme com corpo, alma e coração.

[xrr rating=3.5/5]

Título: Enquanto Isso
Duração: 13:50m
Realizador: Vitor Leite
Produtora: Ion Cine
Ano: 2009

Participe com sua opinião!

Navegante

Publicado por Henrique Amud

A prolixidade de Malick e a psicanálise de Lars Von Trier

Resenha: O Homem do Futuro