em ,

Diretor Paul Haggis, de “Crash: No Limite”, é preso na Itália por abuso sexual

Diretor Paul Haggis, de "Crash: No Limite", é preso na Itália por abuso sexual | Filmes | Revista Ambrosia

O diretor e roteirista Paul Haggis, vencedor estatuetas do Oscar de Melhor Roteiro por Menina de Ouro e Melhor Filme, por Crash: No Limite, foi preso na Itália acusado de abuso sexual e agressão contra uma jovem. A informação foi confirmada pela promotoria de Brindisi, cidade próxima de onde Haggis foi apreendido, segundo a Variety. A vítima não identificada

Autoridades locais relatam que o cineasta foi acusado por uma estrangeira (não italiana) de mantê-la em cativeiro e estuprá-la por dois dias na cidade de Ostuni, a sede do Festival de Allora, que, na edição de 2022, teria painéis de Haggis .

Após as agressões, o diretor teria levado a vítima até o aeroporto de Papola Casale, em Brindisi, deixando-a no local sozinha nas primeiras horas da manhã. A reportagem relata que as condições físicas e psicológicas da mulher eram precárias. Ela foi atendida pela polícia e recebeu primeiros socorros, dirigindo-se ao hospital mais próximo e, logo depois, formalizando a denúncia contra Haggis.

A confirmação sobre a prisão de Haggis foi dada por Silvia Bizo, jornalista e uma das organizadoras do festival, que divulgou também para a Variety que o evento vai “se distanciar completamente” do cineasta. A posição oficial do Allora deve ser liberada em breve em um comunicado.

Haggis é reincidente em acusações de abuso sexual. Ele responde a um processo por EUA, movido pela publicitária Haleigh Breest, que alega que o diretor a estuprou violentamente após uma première em 2013. Após essa denúncia, formalizada em 2018, outras três mulheres fizeram acusações contra ele.

Além de Menina de Ouro Crash, Haggis assinou os roteiros de Cartas de Iwo Jima (2006), 007: Cassino Royale (2006), 007 – Quantum of Solace (2008).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

#Lançamento'22 Circuito Ambrosia