em

Festival do Rio: Moonrise Kingdom Confirma O Lugar de Wes Anderson Entre Os Cineastas Mais Inventivos do Cinema Atual

Personagens disfuncionais e estranhos, câmera com travellings estilosos, edição marota… claro que se trata de um filme de Wes Anderson. Nos primeiros minutos de Moonrise Kingdom (E.U.A/2012), novo trabalho do cineasta, esses elementos são facilmente identificáveis pelo espectador habituado à estética adotada em suas películas.

O filme trata de um improvável romance entre dois pré- adolescentes: ele, um escoteiro órfão e ela, filha de uma família disfuncional, que lembra em alguns aspectos os “Excêntricos Tenenbaum”, família que dava título ao filme que catapultou o cineasta ao estrelato. Os dois resolvem fugir juntos e colocam a pequena cidade na costa da Nova Inglaterra, onde vivem, em polvorosa.

Trata-se de mais um tratado anti mediocridade promovido por Anderson. Em sua lógica, é mais digno estar fora dos padrões com brilhantismo e personalidade do que simplesmente seguir uma massa apática monocromática e conservadora. O universo de Anderson passa longe dos subúrbios confortáveis da América. O sonho americano é uma crença anacrônica, e hoje com as consequências da crise de 2008, faz ainda menos sentido.  A direção de atores, marca registrada do cineasta; os adolescentes Kara Hayward e Jared Gilman estão ambos estreando neste filme, mas o diretor conseguiu extrair uma bela e convincente atuação. E há também o time de peso de atores (outra marca registrada), entre eles, Bruce Willis, Edward Norton, Frances McDormand (ótima, como de hábito) seu ator fetiche, Bill Murray, com quem começou a trabalhar em “Rushmore” de 1998, seu segundo longa como diretor. Aqui ele interpreta  o pai de Kara e, como sempre, dá um show.

Em suma, Moonrise Kingdom junta-se à galeria de pequenas obras-primas realizadas por esse que é sem dúvida um dos cineastas mais inventivos da atual geração do cinema norte-americano.

O filme terá mais exibições HOJE, dia 4, no Estação Vivo Gavea 5 às 15h e 21h30

[xrr rating=4/5]

Cesar Monteiro

Publicado por Cesar Monteiro

Um viciado em cultura pop que adora compartilhar seu vício com o maior número de pessoas possível

Um comentou

Participe, deixe sua opinião!
  1. querendo muito ver.. mas muito dificilmente passará pelos cinemas de vitorinha (que decidiram passar só filmes dublados e mainstream, com exeção do excelente Cine Jardins)…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários