em ,

Guia Ambrosia para o Festival do Rio 2013

Todo ano é a mesma coisa: filas imensas, corrida por cinepasse, filmes concorridos com ingressos esgotados, sessões de gala no Cine Odeon, burburinho na rua Voluntários da Pátria em Botafogo (onde se localizam os cinemas Estação Botafogo e Espaço SESC de Cinema, que formam o centro nervoso do evento). Sim, o Festival do Rio está começando. O atual formato do festival é uma fusão entre o Rio Cine Festival, criado em 1984 e a Mostra Banco Nacional de Cinema, criada em 1988. Em 2000, a Petrobrás entrou com o patrocínio, e durante um tempo o festival, se chamou Rio BR. De hoje até dia 10 de outubro, serão exibidas 380 produções de mais de 60 países.

festival-do-rio-2013-filmes-confirmados-1

Este ano a grande vedete serão os documentários. Já era uma tendência dos últimos anos, mas nesta edição serão exibidos nada menos do que 147, pouco menos da metade do total de filmes exibidos. Entre eles estará Serra Pelada de Victor Lopes, contando a saga do garimpo brasileiro no início da década de 80; O Espírito de 45 do inglês figura fácil nos festivais do rio Ken Loach sobre o espírito de união dos britânicos no pós-guerra; e Nossa Querida Freda– A Secretária dos Beatles, sobre Freda Kelly, que foi o braço direito e esquerdo do quarteto de Liverpool no início da carreira. No campo da ficção, vale destacar a exibição de Billy Elliot no Complexo do Alemão, com presença do diretor Stephen Daldry, e a mostra Paul Schrader, responsável por Gigolô Americano e A Marca da Pantera, além de roteirista de Taxi Driver e Touro Indomável, ambos de Martin Scorcese.  Schrader também é esperado para o festival. Também é uma boa oportunidade para conferir em primeira mão filmes esperados como O Mordomo da Casa Branca, película estrelada por Forrest Whitaker e com cheiro de Oscar, Diana, a cinebiografia de Lady Di com Naomi Watts e a ficção Gravidade, de Alfonso Cuarón com Sandra Bullock e George Clooney.

Entre tantos filmes, o Ambrosia dá uma mãozinha ao cinéfilo e sugere um norte para sua maratona. Escolha o perfil em que você se encaixa e bom festival

 

Perfil:

Antenado – É aquele que quer estar por dentro das últimas novidades. Muitas vezes não conhece a fundo a obra de um cineasta, mas conhece pelo menos um filme de cada cineasta que lhe for perguntado. Sabe de tudo um pouco. Seu foco é a Mostra Panorama do Cinema Mundial, que este ano conta com Blue Jasmine, novo de Woody Allen, filmado em San Francisco e Terra Prometida de Gus Vincent. Vale destacar também Os Bastardos da francesa Claire Denis e O Espírito de 45, de Ken Loach.

Perfil:

Penso Logo Existo – Também conhecido como “cabeça”, é aquele que gosta de ir ao cinema para ser desafiado intelectualmente. Enfadado com produções norte-americanas, ele vai em busca de filmes dos países mais exóticos possíveis. Nos anos 90, era fã de filmes iranianos, nos 00’s de filmes romenos, e agora se rende aos argentinos. Farão a cabeça dele a Mostra Escola de Berlim e a do cineasta Murnau.

Perfil:

O engajado – Preocupado com os problemas do mundo. Politizado, ecologicamente correto, geralmente simpatizante de partidos de esquerda, ele vibrou como se fosse um gol de Copa do Mundo com a onda de manifestações que tomou conta do país esse ano. As mostras Fronteiras e Meio Ambiente são pratos cheios. Também pode lhe interessar Roubamos Segredos – A História do Wikileaks, da mostra TEC e François Hollande no Poder da Mostra Panorama.

Perfil:

O alternativo – Se interessa por filmes e documentários de veia pop, mas que dificilmente entrarão em grande circuito, e se entrarem será por pouquíssimo tempo em número reduzido de salas. A tradicional mostra Midnight Movie é a que concentra essa público, assim como a recém criada subdivisão Midnight Música. Os destaques são Peaches Does Herself – Uma Ópera Rock (pelo trocadilho do título e vindo de quem, prepare-se para se chocar) e Muscle Shoals, que conta a história de um lendário estúdio no interior do estado do Alabama onde já gravaram Bob Dylan, Black Keys e Elton John.

Perfil:

Hype- Bom, para esse o festival é mais uma festa do que uma oportunidade de se conferir as tendências do Cinema Mundial. O que vale mais é a badalação. O mais indicado para esse perfil são as sessões de gala no Odeon, além das atividades do Pavilhão do Festival, no Armazém 6 da Zona Portuária, que contará com apresença de estrelas nacionais como Leandra Leal, Fabiula Nascimento, Marco Ricca e outros.

Deixe sua opinião

Avatar

Publicação Cesar Monteiro