Mais de 30 filmes tchecos serão exibidos grátis na Cinemateca Capitólio

Mais de 30 filmes tchecos serão exibidos grátis na Cinemateca Capitólio – Ambrosia
“A Bela e a Fera”, de Jura Herz – crédito: Cinemateca Capitólio.

Um grande panorama do cinema fantástico produzido em Praga no período em que a República Tcheca fazia parte da Tchecoslováquia,  de 23 de junho a 9 de julho, a Cinemateca Capitólio vai exibir a mostra Era uma vez na Tchéquia: animações, fantasias e mistérios. Com entrada franca, a programação conta com mais de 30 filmes marcantes na história do cinema desse país, realizados entre 1937 e 1989. 

A sessão de abertura, no dia 23, exibirá um programa duplo com o curta-metragem animado Romance Noturno, da pioneira Hermína Týrlová, e o longa-metragem A Pequena Ninfa do Mar, inventiva adaptação de Karel Kachyňa, nome essencial do cinema moderno tchecoslovaco, para o conto de fadas A Pequena Sereia, de Hans Christian Andersen.

Nos dias 24 e 25 deste mês, as projeções de Krakatit e Doença Branca, filmes inspirados na obra do escritor Karel Čapek, serão apresentadas por Matouš Hartman, professor de tcheco que atua no Rio Grande do Sul no âmbito do programa governamental Apoio à Herança Cultural Tcheca no Estrangeiro. No domingo, 25 de junho, Victoria Sanguiné, integrante do Cineclube Academia das Musas, coletivo dedicado ao estudo de filmes dirigidos por mulheres, vai apresentar o programa de curtas A Pioneira Hermína Týrlová, com filmes realizados pela cineasta considerada a “mãe da animação tcheca” entre os anos 1940 e 1960. No dia 30, uma edição especial do Projeto Raros apresenta O Chalé do Lobo, ficção-científica de horror construída com uma atmosfera insólita, no final dos anos 1980, pela cultuada Věra Chytilová.

Realizada pela Cinemateca Capitólio e pelo Consulado da República Tcheca em São Paulo, a iniciativa tem o apoio do Museu Karel Zeman, do Arquivo Nacional de Cinema da República Tcheca (NFA), e da Associação Cultural Tcheco-Brasileira em Porto Alegre.

O CINEMA DA TCHECOSLOVÁQUIA

O cinema produzido em Praga, na então Tchecoslováquia, sempre revelou uma relação intensa com a fantasia. Característica presente em diversas fases: das primeiras décadas à explosão do Novo Cinema Tcheco nos anos 1960, do surgimento da inventiva escola de animação do país aos filmes produzidos no período repressivo, na “Normalização” dos anos 1970 e 1980 após a invasão Soviética em 1968. Em todas elas, há uma variedade de expressões cinematográficas que se aventuram por gêneros como a ficção-científica, a comédia, o drama, o suspense, a partir de olhares abertamente fantasiosos.

Dos tradicionais contos de fadas, retrabalhados a partir da imaginação impetuosa do país situado no coração da Europa, às criações originais, inspiradas em lendas e tradições locais, obras apresentam um lirismo poético inigualável. Outras optam pelo absurdo para discorrer sobre uma realidade muitas vezes incompreensível. Na mostra, poderão ser vistas criações dos pioneiros Hugo Haas, Otakar Vávra e Martin Frič, de mestres da animação como Jiří Trnka, Karel Zeman, Hermína Týrlová, Jan Švankmajer, de nomes valiosos do cinema moderno tcheco, como Jiří Menzel, Věra Chytilová, Juraj Herz, Ester Krumbachova, além de grandes realizadores populares do país, como Václav Vorlíček, Bořivoj Zeman e Oldřich Lipský.

Mais de 30 filmes tchecos serão exibidos grátis na Cinemateca Capitólio – Ambrosia
Mais de 30 filmes tchecos serão exibidos grátis na Cinemateca Capitólio

Cena de “Quem Quer Matar Jessie” – crédito: Cinemateca Capitólio.

PROGRAMAÇÃO:

23/06, sexta-feira

19h30min – Romance Noturno + A Pequena Ninfa do Mar

24/06, sábado

15h – Viagem à Pré-História

17h – Krakatit

19h30min – Viagem ao Fim do Universo

25/06, domingo

15h – Doença Branca

17h – A Bela e a Fera

19h – A pioneira Hermína Týrlová

27/07, terça-feira

15h – Krakatit

17h – Uma Invenção Destrutiva

19h – Velhas Lendas Tchecas

28/07, quarta-feira

15h – A Pomba Branca

16h15min – A Bela e a Fera

17h45min – Doença Branca

19h30min – Quem Quer Matar Jessie?

29/06, quinta-feira

15h – Velhas Lendas Tchecas

17h – Viagem à Pré-História

19h – Uma Invenção Destrutiva

30 de junho, sexta-feira

15h – Quem Quer Matar Jessie?

16h30min – O Assassinato do Sr. Diabo

17h45min – Fim de Agosto no Hotel Ozone

19h30min – Projeto RarosO Chalé do Lobo

1o./07, sábado

17h – Os Magníficos Homens da Manivela

19h – O Assassinato do Sr. Diabo

02/07, domingo

17h – O Imperador e o Golem

19h30min – A Pomba Branca

04/07, terça-feira

17h – A Pequena Ninfa do Mar

19h – A Planta Dourada

05/07, quarta-feira

17h – Os Magníficos Homens da Manivela

19h – Final de Agosto no Hotel Ozone

06/07, quinta-feira

17h – Eu Matei Einstein, Cavalheiros

19h – A Casa Maldita dos Hajn

07/07, sexta-feira

17h – A Planta Dourada

19h30 – O estranho universo de Jan Švankmajer

08/07, sábado

17h – A Princesa Terrivelmente Triste

19h – O Bobo da Corte e a Rainha

09/07, domingo

17h – As Loucas Aventuras do Detetive Nick Carter

19h – Eu Matei Einstein, Cavalheiros

Mais de 30 filmes tchecos serão exibidos grátis na Cinemateca Capitólio – Ambrosia
Mais de 30 filmes tchecos serão exibidos grátis na Cinemateca Capitólio

Longa-metragem “Eu matei Einstein, cavaleiros” –  crédito: Cinemateca Capitólio.

>> SOBRE OS FILMES

> Programa: A PIONEIRA HERMÍNA TÝRLOVÁ

Ferda, a Formiga (Ferda Mravenec, 1944, 10min), co-dirigido por Ladislav Zástěra

Ferda e seus amigos não têm uma convivência amistosa com a Aranha. Filme pioneiro de marionetes do cinema tchecoslovaco.

A Revolta dos Brinquedos (Vzpoura hraček, 1947, 14min), co-dirigido por František Sádek

Tchecoslováquia, 2ª Guerra Mundial. Um velho fabricante de brinquedos incorpora mensagens secretas em seus modelos para enganar os alemães.

O Que Falta? (Co jim schází?, 1947, 8min)

Uma paquera frustrada leva um sapato à sala de cirurgia. Publicidade em stop-motion para a empresa de calçados Baťa.

Romance Noturno (Nočná romanca, 1949, 8min)

A publicidade criada para as lojas Vesna transforma-se em uma improvável história de amor.

O Trenzinho Paizão (Vláček kolejáček, 1959, 14min)

A história de um trem desobediente que não quer apenas carregar carvão

Duas Bolas (Dvě klubíčka, 1962, 8min)

Uma história romântica entre dois novelos de lã.

A Bola de Gude (Kulička, 1963, 9min)

Os animais gostam de brincar com bolas de gude.

Digitalização dos originais em 35mm produzida pelo NFA.

> Programa: O ESTRANHO UNIVERSO DE JAN ŠVANKMAJER

O Último Truque (Poslední trik pana Schwarcewalldea a pana Edgara, 1964, 12min)

O primeiro filme de Švankmajer, uma animação sobre dois mimos — Edgar e Schwarzwald, em versão atores em carne e osso e marionetes — que tentam fazer truques cada vez mais extravagantes, lutando pela adoração da audiência.

Um Jogo com Pedras (Hra s kameny, 1965, 8min)

A gênese, o desenvolvimento e a destruição da Terra apresentados sob a forma de um estranho jogo mecânico.

O Apartamento (Byt, 1968, 12min)

Um homem fica preso no seu apartamento e os objetos ao seu redor indignam-se contra ele.

Piquenique com os Weissmann (Picknick mit Weissmann, 1968, 10min)

Vários objetos — algumas cadeiras, um tabuleiro de xadrez, um balão, entre outros — que estão a aproveitar um belo dia de sol, em plena natureza.

Jaguadarte (Žvahlav aneb šatičky slaměného Huberta, 1971, 14min)

O poema de Lewis Carroll é lido e seguido por uma representação em stop-motion de brinquedos e outros objetos da estética infante.

DCPs com versões digitais dos originais em 35mm cedido pela Athanor.

> LONGAS-METRAGENS

DOENÇA BRANCA

(Bílá nemoc)

Tchecoslováquia, 1937, 103min

Direção: Hugo Haas

   A Peste Branca, uma doença semelhante à lepra, assola o mundo durante uma guerra. Clássico do cinema tchecoslovaco baseado em uma peça de Karel Čapek. Cópia restaurada em 2016 pelo Hungarian Filmlab, a partir do original em 35mm, com a supervisão do NFA.

KRAKATIT

Tchecoslováquia, 1948, 110min

Direção: Otakar Vávra

   Químico produz um explosivo poderoso chamado “Krakatit”, em homenagem ao vulcão indonésio Krakatoa. Uma explosão acidental no laboratório faz com que ele comece a ter alucinações. Dirigido com maestria por um dos grandes nomes do cinema tcheco, o filme é baseado em um romance de Karel Čapek. Cópia restaurada em 2016 pelo Hungarian Filmlab, a partir do original em 35mm, com a supervisão do NFA.

O IMPERADOR E O GOLEM

(Císařův pekař – Pekařův císař)

Tchecoslováquia, 1952, 144min

Direção: Martin Frič

   Mateus, um padeiro que fabrica pães especiais, acaba ocupando acidentalmente o lugar de Rodolfo II, o Sacro Imperador Romano. Ele está em busca do Golem, figura mítica associada à tradição do folclore judaico. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

VELHAS LENDAS TCHECAS

(Staré pověsti české)

Tchecoslováquia, 1953, 91min

Direção: Jiří Trnka

   Stop-motion de um dos gênios da animação, Jiří Trnka, contando a antiga história da fundação da Tchecoslováquia, a partir de uma série de episódios míticos de heróis, rainhas e reis, inspirados em um livro de Alois Jirásek. Cópia restaurada em 2015 pelo Magyar Filmlabor, a partir do original em 35mm, com a supervisão do NFA.

VIAGEM À PRÉ-HISTÓRIA

(Cesta do pravěku)

Tchecoslováquia, 1955, 93min

Direção: Karel Zeman

   Garotos fazem uma viagem até o início dos tempos para ver um Trilobita, artrópode extinto que vivia no mar. Cópia restaurada pelo Museu Karel Zeman, em parceria com a Czech Film Foundation e Czech Television.

UMA INVENÇÃO DESTRUTIVA

(Vynález zkázy)

Tchecoslováquia, 1958, 84min

Direção: Karel Zeman

   Um milionário maligno chamado Artigas, que vive dentro de um enorme vulcão, planeja usar um dispositivo super explosivo para conquistar o mundo. Cópia restaurada pelo Museu Karel Zeman, em parceria com a Czech Film Foundation e Czech Television.

A POMBA BRANCA

(Holubice)

Tchecoslováquia, 1960, 66min

Direção: František Vláčil

   Durante sua jornada de volta para casa, no Mar Báltico, um inocente pombo-correio perde-se e cai na cidade de Praga, onde é resgatado e cuidado por um frágil garoto. Logo os dois desenvolverão uma amizade que tocará todos ao seu redor. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

VIAGEM AO FIM DO UNIVERSO

(Ikarie XB-1)

Tchecoslováquia, 1963, 87min

Direção: Jindřich Polák

   No ano de 2163, a nave Ikarie XB-1 é enviada para o misterioso “Planeta Branco” na órbita de Alfa Centauro. Baseada em um romance de Stanislaw Lem, essa genial sci-fi tchecoslovaca foi uma das referências de Stanley Kubrick para 2001 – Uma Odisseia no Espaço. Cópia restaurada em 2016 pelo Hungarian Filmlab, a partir do original em 35mm, com a supervisão do NFA.

A PLANTA DOURADA

(Zlaté kapradí)

Tchecoslováquia, 1963, 106min

Direção: Jiří Weiss

   Durante a Grande Guerra Turca, Jura encontra na floresta uma misteriosa planta dourada que se transforma em uma garota. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

QUEM QUER MATAR JESSIE?

(Kdo chce zabít Jessii?)

Tchecoslováquia, 1966, 81min

Direção: Václav Vorlíček

   Cobaia da invenção de sua esposa cientista, uma máquina de materializar sonhos, professor descobre que Jessie, a heroína dos quadrinhos que ele ama, está no mundo real. Apaixonado, decide protegê-la de seus materializados vilões. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

FINAL DE AGOSTO NO HOTEL OZONE

(Konec srpna v hotelu Ozon)

Tchecoslováquia, 1967, 77min

Direção: Jan Schmidt

   Num futuro pós-apocalíptico, um grupo de jovens mulheres, liderado por uma senhora que viveu na época antes do colapso, vaga à procura de outros humanos, enquanto tentam sobreviver. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

A PRINCESA TERRIVELMENTE TRISTE

(Šílene smutná princezna)

Tchecoslováquia, 1968, 86min

Direção: Bořivoj Zeman

   O Príncipe e a princesa de reinos vizinhos são obrigados a casar. Conto de fadas pop com ícones da cultura jovem tcheca, os cantores Helena Vondráčková e Václav Neckář nos papéis principais. Digitalização de original em 35mm realizada pelo NFA, financiada pelo Karlovy Vary International Film Festival em 2021.

O ASSASSINATO DO SR. DIABO

(Vražda Ing. Čerta)

Tchecoslováquia, 1970, 71min

Direção: Ester Krumbachová

   Uma mulher está ansiosa para se casar e o Sr. Diabo. O homem, por sua vez, não está interessado no coração ou na sua alma, mas nos dotes culinários dela. O único longa-metragem da figurinista e roteirista Ester Krumbachová, uma das mentoras da Nouvelle Vague Tcheca. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

EU MATEI EINSTEIN, CAVALHEIROS

(Zabil jsem Einsteina, pánové)

Tchecoslováquia, 1970, 96min

Direção: Oldřich Lipský

   A explosão de uma bomba atômica faz com que as mulheres deixem crescer a barba e percam a capacidade de ter filhos. Uma reunião das Nações Unidas decide que é preciso voltar no tempo e assassinar Albert Einstein, para que suas pesquisas sobre átomos não sejam concluídas. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

A PEQUENA NINFA DO MAR

(Malá mořská víla)

Tchecoslováquia/União Soviética, 1975, 86min

Direção: Karel Kachyňa

   No palácio real das profundezas dos mares, a sétima e mais formosa das princesas, a pequena ninfa do mar, vai se casar. Seu presente nupcial será um navio todo de ouro que pertence a um príncipe da superfície. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

A BELA E A FERA

(Panna a netvor)

Tchecoslováquia, 1978, 91min

Direção: Juraj Herz

   Julie tenta salvar a vida de seu pai, um comerciante falido, indo até um castelo em um bosque amaldiçoado. Lá, ela conhece um estranho ser. Apropriação gótica do clássico conto de fadas dirigido por Juraj Herz, um dos protagonistas da Nouvelle Vague Tcheca. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

AS LOUCAS AVENTURAS DO DETETIVE NICK CARTER

(Adéla ještě nevečeřela)

Tchecoslováquia, 1978, 104min

Direção: Oldřich Lipský

   Ao visitar Praga, o detetive Nick Carter acaba assumindo um caso envolvendo o sumiço de um cachorro e uma planta carnívora, tendo certeza de estar enfrentando seu arqui-inimigo que ele acreditava estar morto: o Jardineiro. O genial Jan Švankmajer criou as cenas de animação do filme. Cópia restaurada em 2015 pelo Hungarian Filmlab, a partir do original em 35mm, com a supervisão do NFA.

OS MAGNÍFICOS HOMENS DA MANIVELA

(Báječní muži s klikou)

Tchecoslováquia, 1979, 90min

Direção: Jiří Menzel

   Em 1900, quando o cinema começava a surgir na Tchecoslováquia, um mágico entra em contato com um cinematógrafo Lumière e se envolve nas descobertas da arte nascente. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

O CHALÉ DO LOBO

(Vlčí bouda)

Tchecoslováquia, 1987, 91min

Direção: Věra Chytilová

   Um grupo de adolescentes é misteriosamente convidado para uma oficina de esqui nas montanhas. Há onze deles, mas os supervisores do campo insistem que deve haver apenas dez, e que um deles é um intruso. Horror fantástico da endiabrada Věra Chytilová. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

A CASA MALDITA DOS HAJN

(Prokletí domu Hajnů)

Tchecoslováquia, 1989, 107min

Direção: Jiří Svoboda

   Sonya é a herdeira das riquezas de uma família nobre tcheca – os Hajns. Petr, um alpinista social, se casa com ela, ignorando alguns acontecimentos obscuros – em particular, um tio insano que ronda a mansão acreditando ser invisível. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

O BOBO DA CORTE E A RAINHA

(Šašek a královna)

Tchecoslováquia, 1988, 112min

Direção: Věra Chytilová

   Por meio de elementos quixotescos que evocam os princípios do humor ácido e da narrativa não linear, pessoas reais se confundem de maneira inconsciente com os seus próprios personagens. Enquanto um Bobo da Corte faz de tudo para agradar um rei alemão e sua esposa, um morador de um pequeno vilarejo ajuda um casal a caçar javalis. Digitalização de original em 35mm produzida pelo NFA.

SERVIÇO:

Quando: 23/06 a 09/07

Onde: Cinemateca Capitólio (Rua Demétrio Ribeiro, 1085 – Centro Histórico de Porto Alegre)

Quanto: gratuito

Total
0
Links
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ant
Kelton mergulha em jornada emocional no álbum “Esperar Aquela Dança”
Kelton

Kelton mergulha em jornada emocional no álbum “Esperar Aquela Dança”

Quarto trabalho marca 10 anos de carreira do artista

Prox
O Santo dos migrantes ganha publicação no Brasil
O Santo dos migrantes ganha publicação no Brasil – Ambrosia

O Santo dos migrantes ganha publicação no Brasil

Escrita a partir dos registros do italiano Mario Francesconi sobre Scalabrini,

Sugestões para você: