Morre a atriz italiana Monica Vitti, musa do diretor Antonioni

15
0

Morreu hoje (2) em Roma, aos 90 anos, a atriz italiana Monica Vitti. Musa do cinema italiano, ficou conhecida mundialmente por estrelar alguns dos filmes mais importantes do cineasta italiano Michelangelo Antonioni, como A Aventura (1960), A Noite (1961), O Eclipse (1962) e O Deserto Vermelho (1964). Eles tiveram um relacionamento de dez anos entre 1957 e 1967.

A causa da morte não foi divulgada, mas sabe-se que a atriz foi diagnosticada com Mal de Alzheimer em 2001, o que a afastou da vida pública.

Um dos papéis interpretada por Monica foi a espiã Modesty Blaise, em 1966, cult adaptação dos quadrinhos da personagem que era uma espécie de James Bond de saias. Essa foi a fase em que participou de produções com apelo mais popular, quando terminou sua colaboração (e namoro) com Antonioni.

Também tiveram destaque em sua filmografia Ciúme à Italiana, em que dividiu cena com Marcello Mastroianni, Fantasma da Liberdade (1974), dirigido por Luis Buñuel e A Dama Escarlate (1989). Voltou a trabalhar com Antonioni em O Mistério de Oberwald, de 1980.

Seu último trabalho foi no telefilme Ma tu mi vuoi bene? de 1992.

Monica ganhou o prêmio de melhor atriz no Festival de Berlim de 1983 pelo filme Flirt, e foi homenageada com o Leão de Ouro honorário pela carreira no Festival de Veneza de 1995.

Monica deixa o marido Roberto Russo, diretor de Flirt, com quem era casada desde 1995, mas já viviam juntos por 27 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *