em

O que seria de “Sherlock Holmes: O Jogo das Sombras” sem Downey Jr?

O que seria de "Sherlock Holmes: O Jogo das Sombras" sem Downey Jr? | Filmes | Revista Ambrosia
A grife Robert Downey Jr está mesmo ficando maior que os filmes que protagoniza, em especial, os blockbusters…
Sherlock Holmes: O Jogo das Sombras é uma variação, um pouco melhorada, deste paradigma e, mesmo muito superior ao primeiro, continua sendo uma alegoria barulhenta para (simplesmente) o carisma de Downey sobressair.
No filme Holmes investiga a ligação do professor Moriarty com atentados por toda a Europa. Meio a contragosto, o recém-casado Dr. Watson (Jude Law) se junta às investigações, que os levam à França, Alemanha e Suíça. Em sua caçada, a dupla conta com a ajuda da cigana Simza (a sempre notável Noomi Rapace), que procura o irmão, cujo desaparecimento parece estar ligado aos planos de Moriarty.
Os estilismos do outrora promissor diretor Guy Ritchie cansam na primeira meia hora de filme, e o roteiro, mesmo tendo muitas boas sacadas (como o finalzinho ordinário, mas bonitinho) é desnecessariamente engenhoso, forjando história onde claramente não tem.
O que seria de "Sherlock Holmes: O Jogo das Sombras" sem Downey Jr? | Filmes | Revista Ambrosia
Downey Jr ainda cativa – como acontece com Homem de Ferro, onde é bem melhor que o filme que o circunda – e esse é o grande êxito do filme: a intimidade com o personagem e com o universo criado para tal. Mas carisma é elementar (!) e não é necessariamente um ponto substancial para tornar a coisa menos burocrática.
Guy, talvez por está trabalhando para o mainstream milionário hollywoodiano, parece ter deixado o barco correr sem a vitalidade inventiva que tanto o deu fama. E se ele soubesse o quanto o cinemão anda precisando desse seu DNA…
[xrr rating=2.5/5]

4 Comments

Deixe sua opinião!
    • O primeiro episódio do series 1 de Sherlock da BBC é superior aos dois filmes do Ritchie juntos. Mesmo sendo uma adaptação para os tempos modernos, vejo mais Sherlock Holmes na série que nos longas. Incrível isso. =/

  1. É a velha equação lamentável dos filmes Blockbuster que estupram uma boa matéria-prima para agradar a massa de adolescentes dominantes nas bilheterias… Preciso conhecer a série da BBC que todos dizem ser maravilhosa!!!!

One Ping

  1. Pingback:

Deixe sua opinião

Avatar

Publicação Renan de Andrade