em ,

Premiado cineasta Karim Aïnouz ganha mostra no IMS-RJ

Uma mostra dedicada ao premiado cineasta brasileiro Karim Aïnouz será apresentada até o dia 29 de junho, no Instituto Moreira Salles, do Rio de Janeiro (IMS-RJ).
O último trabalho do diretor, o polêmico Praia do Futuro (2014), que conta a história de um salva-vidas que deixa a família no Brasil para viver um romance homossexual em Berlim, protagonizado pelo ator Wagner Moura, será um dos filmes exibidos.

Praia do Futuro (2014)
Praia do Futuro (2014)

Além desse longa, também serão exibidos O abismo prateado (2011), Viajo porque preciso, volto porque te amo (2009), O céu de Suely (2006) e Madame Satã (2002).
Conhecido por seus filmes de protagonistas fortes, Aïnouz tenta entender em Praia do Futuro o que seria o comportamento masculino pós-feminismo, ao fazer um retrato da masculinidade contemporânea. Em suas palavras: “O patriarcalismo fez muito mal ao mundo. Eu tinha vontade de fazer um filme em que homem chora. E de acabar com essa visão estereotípica do que é ser homem, do que é o masculino. A questão da autoridade costuma excluir a vulnerabilidade. Eu tinha uma vontade de tornar as coisas mais complicadas, mais complexas. O Donato é um super-herói, mas também é um covarde. Todos somos um pouquinho”.
Madame Satã (2002)
Madame Satã (2002)

 Sobre Karim Aïnouz

Cineasta e artista visual, é um dos mais importantes nomes do cinema brasileiro contemporâneo. Nasceu em 1966 em Fortaleza e já passou por Brasília, Paris, Grenoble, Nova York, Londres, São Paulo, Rio de Janeiro e Berlim. Estudou arquitetura, flertou com a pintura, trabalhou na cena do cinema independente americano – onde foi assistente de casting e de montagem de Todd Haynes em Veneno (1991) –, até começar a fazer seus próprios trabalhos audiovisuais.
Seu primeiro longa-metragem, Madame Satã (2002), foi selecionado para o Festival de Cannes, como parte da mostra Um certain régard. O filme revelou o ator Lázaro Ramos, recebeu mais de 20 prêmios em eventos internacionais e foi distribuído comercialmente em mais de 20 países. O céu de Suely (2006), primeiro trabalho no cinema de Hermila Guedes, e Viajo porque preciso, volto porque te amo (2010, codirigido com Marcelo Gomes) participaram da Mostra Horizonte do Festival de VenezaO abismo prateado (2011), com Alessandra Negrini, teve sua primeira exibição na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes. Na televisão, realizou para o canal HBO a série em 13 capítulos Alice (2008), em parceria com Sérgio MachadoPraia do Futuro é seu quinto longa-metragem.

Programação

Sábado | 21 de junho
14h / 16h / 20h – Praia do Futuro, de Karim Aïnouz (Brasil/Alemanha, 2014. 106’)
18h30: Viajo porque preciso, volto porque te amo, de Marcelo Gomes e Karim Aïnouz (Brasil, 2009. 75’)
Domingo | 22 de junho
14h / 16h / 20h – Praia do Futuro, de Karim Aïnouz (Brasil/Alemanha, 2014. 106’)
18h: Madame Satã, de Karim Aïnouz (França/Brasil/Holanda, 2002. 105’)
Terça | 24 de junho
14h / 16h / 20h – Praia do Futuro, de Karim Aïnouz (Brasil/Alemanha, 2014. 106’)
18h: O céu de Suely, de Karim Aïnouz (Brasil/França/Alemanha, 2006. 90’)
Quarta | 25 de junho
14h / 16h / 20h – Praia do Futuro, de Karim Aïnouz (Brasil/Alemanha, 2014. 106’)
18h: O céu de Suely, de Karim Aïnouz (Brasil/França/Alemanha, 2006. 90’)
Quinta | 26 de junho
14h / 16h / 20h – Praia do Futuro, de Karim Aïnouz (Brasil/Alemanha, 2014. 106’)
18h30: O abismo prateado, de Karim Aïnouz (Brasil, 2011. 83’)
Sexta | 27 de junho
14h: Madame Satã, de Karim Aïnouz (França/Brasil/Holanda, 2002. 105’)
16h: Praia do Futuro, de Karim Aïnouz (Brasil/Alemanha, 2014. 106‘)
18h: Madame Satã, de Karim Aïnouz (França/Brasil/Holanda, 2002. 105’)
20h: Praia do Futuro, de Karim Aïnouz (Brasil/Alemanha, 2014. 106‘)
Sábado | 28 de junho
14h: O céu de Suely, de Karim Aïnouz (Brasil/França/Alemanha, 2006. 90’)
16h: Praia do Futuro, de Karim Aïnouz (Brasil/Alemanha, 2014. 106‘)
18h: O céu de Suely, de Karim Aïnouz (Brasil/França/Alemanha, 2006. 90’)
20h: Praia do Futuro, de Karim Aïnouz (Brasil/Alemanha, 2014. 106‘)
Domingo | 29 de junho
14h: O abismo prateado, de Karim Aïnouz (Brasil, 2011. 83’)
16h: O céu de Suely, de Karim Aïnouz (Brasil/França/Alemanha, 2006. 90’)
18h: Madame Satã, de Karim Aïnouz (França/Brasil/Holanda, 2002. 105’)
20h: Praia do Futuro, de Karim Aïnouz (Brasil/Alemanha, 2014. 106‘)

Sinopses

O abismo prateado
Brasil, 2011, cor, 84 min – exibição em DCP
Elenco: Alessandra Negrini, Milton Gonçalves e Thiago Martins
Violeta é uma dentista de 40 anos, casada e com um filho adolescente. Ela está pronta para começar mais um dia em sua rotina, quando recebe uma mensagem desconcertante no celular. O abismo prateado é a pequena odisseia de Violeta pelas ruas do Rio de Janeiro no dia em que seu marido a deixa pra trás. É a noite em que Violeta se dependura em um abismo escuro que se torna prateado. Não indicado para menores de 12 anos.
O céu de Suely
Brasil/França/Alemanha, 2006, cor, 88 min – exibição em 35 mm
Elenco: Hermila Guedes, Georgina Castro, João Miguel e Marcélia Cartaxo
Dois anos atrás, Hermila partiu para São Paulo. Agora ela está de volta a Iguatu, no sertão cearense, com o filho e à espera do marido. Não demora muito e Hermila se dá conta de que precisa ir embora dali outra vez. Ela adota o nome de Suely e resolve rifar o próprio corpo com o objetivo de levantar dinheiro e ir embora o mais rápido possível. Enfrentando perdas doloridas, ela vê a possibilidade de um novo começo. Não indicado para menores de 16 anos
Madame Satã
França/Brasil/Holanda, 2002, cor, 105 min – exibição em 35 mm
Elenco: Lázaro Ramos, Marcélia Cartaxo, Flávio Bauraqui e Fellipe Marques
Lapa anos 1930: o cotidiano e a intimidade de João Francisco dos Santos – malandro, artista, presidiário, pai adotivo, negro, pobre, homossexual – e seu círculo de amigos, antes de se transformar no mito Madame Satã, lendário personagem da boêmia carioca. Não indicado para menores de 16 anos
Praia do Futuro
Brasil/Alemanha, 2014, cor, 106 min – exibição em DCP
Elenco: Wagner Moura, Jesuíta Barbosa e Clemens Schick
O salva-vidas Donato resgata Konrad, piloto alemão de motovelocidade, de um afogamento na praia do Futuro. Os dois se apaixonam, e Donato vai embora, deixando pra trás o irmão mais novo Ayrton e a família. Oito anos depois, Ayrton se aventura em Berlim na busca do irmão desaparecido, seu grande herói. Não indicado para menores de 16 anos
Viajo porque preciso, volto porque te amo
Brasil, 2010, cor, 75 min, exibição em cópia digital
Elenco: Irandhir Santos
José Renato, geólogo, 35 anos, é enviado para realizar uma pesquisa de campo durante a qual terá que atravessar todo o sertão nordestino. O desolamento da paisagem parece ecoar em José Renato, e a pesquisa geológica vai sendo contaminada pela sensação de desamparo, pela saudade incessante da ex-mulher, por uma vontade de voltar pra casa. Ele decide ir em frente, na esperança que a travessia transmute seus sentimentos. Assim como um astronauta depois de atravessar o espaço sideral, assim como um marinheiro depois de cruzar um oceano, para José Renato, nada mais será como antes. Não indicado para menores de 14 anos

Serviço

  • Local: Instituto Moreira Salles – Rio de Janeiro
  • Endereço: Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea
  • Tel.: (21) 3284-7400
  • Site: http://ims.uol.com.br
  • Ingressos para o filme Praia do Futuro:

Terça, Quarta e Quinta – R$22 (inteira) e R$11 (meia)
Sexta, Sábado e Domingo e feriados – R$26 (inteira) e R$13 (meia)
             Demais sessões da Mostra – R$8 (inteira) e R$4 (meia)

  • Passaporte: R$ 40,00 valido para 10 sessões das mostras (deve ser adquirido na recepção do IMS-RJ e se faz necessário retirar os ingressos em no máximo 30 minutos antes do início de cada sessão).
  • Venda de ingressos disponíveis também no site www.ingresso.com
  • Sessões para escolas e agendamento de cabines pelo telefone (21) 3284 7417
  • Disponibilidade de ingressos sujeita à lotação da sala.
  • Capacidade da sala: 113 lugares

Deixe sua opinião