em

Resenha: Kung Fu Panda 2

Resenha: Kung Fu Panda 2 | Filmes | Revista Ambrosia

A Dreamworks não soube aproveitar completamente o uso das sequências na sua maior franquia animada: Shrek. As continuações foram demolidas por muita repetição e esgotamento, que representaram uma queda vertiginosa de qualidade. Felizmente, isso não parece ocorrer em Kung Fu Panda 2, já que a história efetivamente segue adiante do ponto onde ela terminou no primeiro.

Resenha: Kung Fu Panda 2 | Filmes | Revista AmbrosiaEm Kung Fu Panda 2, o Urso Po tem que lutar com uma ameaça muito diferente do poderoso mestre de artes marciais do primeiro filme, o príncipe da China, Lorde Shen. O Pavão e seus asseclas lobos possuí o domínio das armas de fogo, que prometem aposentar para sempre o Kung Fu (mais ou menos como aconteceu em nosso mundo). O diferencial é que este mesmo vilão foi o responsável pela morte da raça dos Pandas, já que um dia foi profetizado que ele seria derrotado por um animal preto e branco. Como consequência toda a família biológica de Po foi exterminada por Shen.

Todos os personagens do filme anterior voltam para a continuação, e permanecem tão originais e interessantes quanto da primeira vez. E no caso do protagonista, existe um claro aprofundamento em sua personalidade, já que sua busca agora é pela paz interior, e ele deve encontrá-la enquanto luta com o o homem (ou o pavão) que matou seus pais.

Dito estes elogios, é importante frisar que Kung Fu Panda 2 me divertiu bem menos do que o primeiro filme. Primeiro porque perde-se o aspecto surpresa do cenário da série (que é deslumbrante) bem como o excelente design de personagens (o mais legal da continuação é poder ver os personagens novos). Em segundo lugar a história, por mais que tente ser um pouco mais profunda em alguns aspectos é mais fraca do que o primeiro filme, menos engraçada e menos épica. Uma coisa é a luta de alguns mestres do Kung Fu contra um pavão com armas de fogo, e outra bem mais interessante é o demoníaco leopardo das neves que é supostamente o mais poderoso guerreiro dos últimos séculos. No fim, por mais interessante e legal que seja o segundo filme ele acaba ficando aquém do primeiro, principalmente neste quesito história.

Resenha: Kung Fu Panda 2 | Filmes | Revista Ambrosia

Visualmente ocorreram progressos notáveis, se Kung Fu Panda já era bonito, sua sequência é ainda mais bela. Os atores liderados por Jack Black continuam fazendo um excelente trabalho com as vozes da bicharada, que como no primeiro filme adotam as personalidades clássicas de seus intérpretes. As sequência em desenho animado tradicional (que contam as memórias dos personagens) também ficaram muito boas, mostrando que um desenho nesse estilo com a turma de Po, poderia funcionar na televisão.

Por fim, devemos dizer que Kung Fu Panda 2 é um filme divertido que merece ser assistido, principalmente por quem gostou do primeiro filme. Se este não é o seu caso, Kung Fu Panda 2 não tem realmente tantos acréscimos assim para fazer com que a série ganhe novos adeptos.

[xrr rating=3.2/5]

 

 

 

2 Comments

Deixe sua opinião!
  1. Não gostei do 1º e passarei longe do 2º, muito sem graça.Outro que eu realmente não entendo pq vai ter continuação é Carros, o 1º é o filme + sem graça da pixar.E Kung-Fu Panda na minha(humilde) opinião é o + sem graça da Dreamworks.

Deixe sua opinião

Avatar

Publicação Felipe Velloso