em

Scott Pilgrim contra o Mundo… da mesmice

Scott Pilgrim contra o Mundo... da mesmice | Filmes | Revista AmbrosiaQuando vi o primeiro trailer de Scott Pilgrim contra o Mundo pensei: “What the f#*&%@!” em pouco mais de 3 minutos vi o trailer de um filme que se tornará fenômeno mundial e nem fazia idéia de que era baseado numa história em quadrinhos (sim eu sei, shame on me).

A história, criada por Bryan Lee O’Malley, sofre influências escrachadas de mangás e video games pelo seu traço e narrativa, contando a história de Scott Pilgrim, canadense de 24 anos, um completo anti-herói, preguiçoso e roqueiro que se apaixona por Ramona Flowers mas para ficar com sua amada terá que derrotar os 7 ex-namorados do mal da jovem.

Esta sinopse não parece a de um jogo de vídeo game? Pois o filme é uma sucessão de referências ao mundo dos games, desde a abertura com o logo da Universal até a trilha sonora! Quem não reconheceu a música de Zelda quando Scott vai ao banheiro?!

Tiro o chapéu para Edgar Wright que dirigiu e roterizou o filme com uma competência sem igual, não houve mudanças drásticas na história original e ainda conseguiu colocar um pouco do próprio estilo no filme (acho que M. Night Shyamalan devia fazer umas aulas com ele para saber fazer uma adaptação).

Com relação as atuações  gostaria de destacar a performance de Kieran Culkin que interpreta Wallace Wells colega de quarto gay de Scott que rouba todas as cenas em que aparece (até mesmo dormindo), o irmão mais novo de Macaulay Culkin proporciona as cenas mais engraçadas do filme.

Scott Pilgrim contra o Mundo... da mesmice | Filmes | Revista Ambrosia Scott Pilgrim contra o Mundo... da mesmice | Filmes | Revista Ambrosia

Scott Pilgrim contra o Mundo... da mesmice | Filmes | Revista Ambrosia Scott Pilgrim contra o Mundo... da mesmice | Filmes | Revista Ambrosia

Mary Elizabeth Winstead e Ellen Wong que interpretam respectivamente Ramona e Knives Chau ficaram com performances razoáveis mas me conquistaram cada uma de sua maneira.

Enquanto Mary Elizabeth já tem uma certa experiência com filmes (ela foi a protagonista do lixo A Premonição 3, já foi filha de Bruce Willis em Duro de Matar 4.0 e esteve em A Prova de Morte de Quentin Tarantino), Ellen Wong é novata, seu primeiro grande papel é Knives e ela já está confirmada para a adaptação The Runaways da Marvel, porém se destaca pela entrega ao papel, as caras e bocas que faz no decorrer do filme são hilárias e em certos momentos a atriz parece um clone mirim da Lucy Liu.

Scott Pilgrim contra o Mundo... da mesmice | Filmes | Revista AmbrosiaPor mais que Michael Cera seja o menino esquisitão que cativa a todos, particularmente não gosto de suas atuaçãoes que sempre me dá vontade de bater nele até desamarrar aquela cara de bocó que ele tem.

Com exceção do protagonista, os efeitos e batalhas estão ótimos! Uma pena que somente o pessoal do Rio de Janeiro e São Paulo irão curtir o filme no cinema, foi o que o blog Scott Pilgrim Brasil publicou dia 25 de Outubro.

Mais um caso onde os fãs sofrem por conta de um mero capitalismo barato, o filme não fez muito sucesso nos cinemas americanos e chegaram a conclusão de 2+2 que o mesmo ocorrerá aqui no Brasil.

Queria que alguém me explicasse então porque The Last Airbender foi parar nos cinemas.

3 Comments

Deixe sua opinião!
  1. Olha vitor o problema do filme foi justamente não ser um fenômeno mundial… Ele foi muito celebrado entre os círculos nerds e geeks e etc, e apesar desse grupo parecer dominar a internet, a verdade é que este círculo não é tão grande quanto pensávamos, tanto que o filme fracassou miseravelmente nas bilheterias do mundo.

    É uma pena, porque Pilgrim é uma obra muito legal e diferente de tudo. Mas acho que seu mal desempenho vai servir de exemplo para as grandes produtoras que um produto não vai ser necessariamente bem sucedido ao criar um hype na net. É triste, mas o fracasso de pilgrim certamente será usado contra outras coisas que tragam idéias originais…

  2. É uma pena que o filme não sairá nos cinemas daqui 🙁
    Terei que assisti-lo de formas alternativas — Não, não vou esperar ele chegar na locadora. Ele deveria ter saído em *agosto* (data do lançamento mundial) e adiaram para outubro. Já basta de sacanagem, se as distribuidoras querem meu dinheiro, que tragam o filme para o cinema em um prazo decente.

Deixe sua opinião

Avatar

Publicação V.H. Batista