em

“Terapia de Risco” surpreende e cutuca a indústria farmacêutica

Como fez previamente em “Contágio”, Steven Soderbergh, volta a criticar mais uma vez a indústria farmacêutica dando enfase a um lado mais humano, enfocando em apenas uma história a ser contada.

Em “Terapia de Risco”, Emily (Rooney Mara) é uma jovem com depressão que não sabe como reagir ao retorno do marido, Martin (Channing Tatum) que esteve preso por quatro anos. Mesmo indo visitá-lo sempre, a relação dos dois não é mais a mesma e se sentindo perdida ela tenta suicídio.

rooney

Na emergência ela é atendida pelo Dr. Banks (Jude Law), que tenta lhe prescrever alguns remédios e até interna-la. Ela se recusa solenemente e concorda em ir regularmente a todas as consultas que ele marcar. Os dois então começam uma terapia juntos, onde o Dr. Banks, um psiquiatra em ascensão, por meio de tentativa e erro, receita alguns remédios de tarja preta a Emily, mas todos parecem apresentar estranhos sintomas.

A fim de entender melhor o problema da jovem e poder ajuda-la, ele vai em busca de sua antiga médica, Dra. Siebert (Catherine Zeta Jones) que lhe passa o caso e toda a ficha.

image

Atendendo um pedido de Emily, ele decide receitar um novo remédio que está em voga no mercado e ela acaba respondendo a ele muito bem. Ou é o que parecia até ela matar o próprio marido e não se lembrar de nada, acusando o remédio de ter causado tudo.

Dr. Banks se vê encurralado diante de muitas acusações e com sua carreira em risco, começa a investigar a indústria e os reais motivos de todos os envolvidos. O que ele vai descobrir está longe de ser o que ele imaginava.

side-effects (1)

Com elementos surpresa e um plot-twist surpreendente, Soderbergh pode até se aposentar como havia anunciadohá algum tempo. Mesmo usando de uma narrativa mais lenta, ainda assim a trama consegue prender o espectador até o final. Os muitos closes da câmera e a investigação pessoal só aumentam ainda mais a tensão.

Usando os remédios tarja preta e seus efeitos – está aí o título original “Side Effects” ou efeitos colaterais – como estopim, mais uma vez o Diretor decide cutucar a indústria farmacêutica e os muitos problemas que o uso prolongado dessas drogas podem causar. Além de mostrar bastidores de pesquisas, consultores e como tudo funciona nos bastidores dessa indústria que movimenta uma quantia absurda de dinheiro por ano.

O elenco é composto de figuras conhecidas, mas nem todos tem seu devido destaque ou são bem aproveitados. Rooney e Jude tem atuações impecáveis enquanto Zeta Jones e Tatum são deixados de escanteio. Rooney Mara aliás está convencendo mais como atriz do que em seus papéis anteriores. A prática leva a experiência.

“Terapia de Risco” é outro acerto na carreira de Soderbergh que vale a pena ser visto.

One Comment

Deixe sua opinião!

Deixe sua opinião

Avatar

Publicação Melissa Andrade