em , ,

Trilha sonora de Marnie, Confissões de uma Ladra, de Hitchcock ganha super edição de luxo

Caixa com 2 LPs, 1 CD e um single reconstroem a música de um dos filmes não tão brilhantes do mestre do suspense

Alfred Hitchcock era um gênio do cinema, apesar de também colecionar alguns fracassos retumbantes e que ajudaram a quebrar estúdios. Em 1964 ele aproveitou a onda de sucessos de Um Corpo que Cai, Intriga Internacional, Psicose e Os Pássaros para requisitar os serviços do astro mais em evidência do momento — Sean Connery, que havia acabado de estrelar o primeiro longa do agente 007 — e tentar emplacar outro filme de impacto.
Infelizmente, Marnie, Confissões de uma Ladra não é dos mais inspirados e sua trilha, composta, arranjada e conduzida pelo maestro Bernard Herrmann, ficou meio que esquecida por várias décadas. Agora, a música ganha nova vida, sendo lançada pela primeira vez e tendo como fonte os masters originais.

Bernard Herrmann, para quem não sabe, é o homem por trás da trilha de Psicose, um dos filmes mais facilmente reconhecidos pelos seus sons em todos os tempos.
A trilha foi restaurada nos estúdios de Abbey Road por Sean Magee, engenheiro de som que também trabalhou em vários remasters dos Beatles.
O pacotão tem dois vinis de 180g, um Cd com a trilha original e mais alguns trechos que não foram usados no filme, um compacto com a versão de Nat King Cole para a canção “Marnie”, poster, livreto e a possibilidade de baixar toda a trilha em alta resolução.
A data de lançamento é 26 de abril.

Deixe sua opinião

Batman Noir da Panini, novas mensais, Alex Ross e Doomsday Clock no 2q News

KINGDOM: Os zumbis que humilham The Walking Dead