em

O que significa alterar o final de Mass Effect 3?

 O que significa alterar o final de Mass Effect 3? | Games | Revista Ambrosia

E então a maior saga de ficção científica da década chegou ao fim. Mass Effect é o game mais ambicioso e interessante desta que é a mais moderna forma de arte. Apesar disso, uma polêmica gigantesca foi gerada graças ao seu estranho final. Depois de anos e anos e um save único que durou por três jogos a batalha final de Sheppard contra os Reapers terminou de maneira completamente súbita e não leva em conta boa parte do que foi realizado todo esse tempo.

Este artigo não tem como objetivo falar sobre o fim do jogo, ou descrevê-lo, portanto fique seguro que não haverão spoilers por aqui. Caso você tenha interesse em saber um pouco mais sobre o fim visite as seguintes fontes:

O principal problema é que a maioria absoluta dos redatores e jornalistas responsáveis pela imprensa gamer, se mostraram completamente inadequados no seu trato da situação. Eles fizeram crer que os jogadores revoltados com o final (uma maioria absoluta) eram um pequeno grupo de crianças mimadas que não tinham direito de reclamar de nada. Julgaram que esta atitude era incompreensível e que ninguém  de “boa fé” poderia reclamar de um final de maneira tão ostensiva. Uma mentalidade que não só os colocava como superiores aquilo tudo como também se mostrava extremamente anti-democrática.

Se quase todos os fãs da série desgostam de alguma coisa, é preciso avaliar o que há de errado, e a Bioware foi minimante inteligente de não dar bola para a imprensa. A empresa prometeu levar em consideração a queixa dos fãs para os DLCs que serão produzidos expandido o final já incluído no jogo. É engraçado como a Bioware se mostrou o tempo todo muito mais tranquila quanto as críticas e receptiva quanto as idéias do que os jornalista, o que os enfureceu ainda mais. Não vou argumentar que ela está errada de cobrar por corrigir estas falhas, pois isto é implícito já que se trata de uma falha em seu produto, mas a impressão geral é que essa estratégia estava planejada desde o início como uma forma de tirar um dinheiro extra do jogo. A mesma coisa já havia dado certo em jogos como Prince of Persia (2007, campeão de nosso pior final de todos os tempos justamente por isso) e o Fallout 3.

No meu ver a imprensa dos games perdeu totalmente a noção nesse caso, tratando os jogadores insatisfeitos com desdém e superioridade. No entanto, o que mais me incomoda é o argumento utilizado: “você não pede para mudar o final de um filme ou de qualquer outra obra de arte”. Ao que parece, o problema para alguns é que  uma alteração no final de Mass Effect 3 acabaria com o precedente artístico dos video-games como mídia.

O que significa alterar o final de Mass Effect 3? | Games | Revista Ambrosia

Essa frase só pode ser concebida por quem realmente não tem a menor familiaridade com arte. Uma parte considerável das pinturas mais importantes da humanidade, de Da Vinci a Van Gogh foram feitas sob encomenda para alguém. Em todas estas ocasiões o mecenas iria interferir no resultado, dizendo para mudar uma cor dos olhos ou alterar a posição de determinado retrato enquanto ela estava sendo produzido. O fato de a pintura ser um produto comercializado e que sofreu interferências nunca diminuiu seu valor artístico. Mesmo o cinema, sempre tão comparado, é sempre modificado pelo público depois dos testes de audiência meses antes dele estrear.

O vídeo-game, principalmente um tão denso e importante como Mass Effect, tem muitas semelhanças ao teatro interativo, aonde o público ajuda a determinar o final dos espetáculos a partir das suas expectativas e experiências. Isso não diminui o produto final de maneira alguma. As pessoas que acreditam que arte é sobre a visão do artista estão terrivelmente equivocadas. Arte é algo que nasce do contato, é o que é despertado em nós. Para mim ao menos, a arte é feita através da leitura e da interpretação, uma simbiose entre público e objeto.

É claro que do ponto de vista comercial, a Bioware acatar em fazer novos finais, ou adicionar um epílogo pago é algo extremamente ruim em diversos sentidos. Atitudes como essas podem popularizar a idéia e várias empresas poderão lançar produtos inacabados. Apesar disso, eu sinceramente duvido que essa tendência continue ou dê frutos. Quem vai comprar um epílogo a não ser que seja um jogo maravilhoso cuja a história realmente o toque a um nível profundo? Gosto de pensar que este final de Mass Effect não será um precedente, e sim uma demonstração de carinho da empresa com o seu público, que está disposta a admitir erros e melhorar. Afinal, vai demorar muitos anos para uma franquia chegar aos pés de toda a complexidade apresentada por Mass Effect, e se alguma chegar eu perdoaria o crime de pagar por um final mais longo e interessante, seria como pagar por um director’s cut em um DVD.

3 Comments

Deixe sua opinião!
  1. Concordo. Falando como fã da série, não posso dizer que eu concorde com a noção de que a Bioware nos deva qualquer coisa, apenas que ela falhou em entregar o que prometeu.

    A pior parte de todo esse circo, para mim, é o desdém dessa imprensa dos gamers, tratando-nos como se não fossemos educados o suficiente para compreender a “licença artística” e que as reclamações dos fãs se resumem ao fato de que queríamos um “final feliz” (o que é uma ideia completamente equivocada).

  2. Muito boa a sua opinião sobre o assunto, descobri o seu site lendo o Girls of War e amei. Na verdade, eu achei meio exagerada a opinião geral sobre o final, porém (ainda não tive a oportunidade de jogar o terceiro) vi pelo youtube. Nesse caso não me importei em saber o fim antes de jogar, pois não queria me frustrar, devido ao falatório queria chegar lá já prevenida e também li artigos (como os do GoW). Cheguei a conclusão que o povo está certo. A bioware conseguiu cagar o incagavel, mas pelo menos baixou a cabeça e agora vai lançar dlcs e como a esperança é a última que morre, espero que sejam de graça….. Ok, já acordei e agora posso voltar para realidade onde tudo que já devia estar no disco, é pago. 😛 Abração, parabéns pelo blog.

  3. Final, qual dos finais? O jogo acabou? Quem jogou e com empenho terminou o jogo realmente por completo, sabe que o final não é nada do que parece realmente e que toda a história também não é nada do que parece. É provável que vejamos uma grande continuação do jogo.

Deixe sua opinião

Avatar

Publicação Felipe Velloso