Cultura colaborativa! Participe, publique e ganhe pelo seu conteúdo!

Livro “Você viu meu celular?”, de Gabriele Gomes, tem lançamento virtual

O romance “Você viu meu celular?” de Gabriele Gomes, publicado pela Mondru Editora, tem lançamento marcado para 20/01 (sexta-feira) às 20h, de forma virtual no canal de Youtube Em Diálogo (www.youtube.com/c/EmDiálogo).

A autora brasileira, que atualmente reside em Lisboa, Portugal, comentará aspectos sobre a obra, que marca sua entrada na área de romance, após ter publicado dois livros de poesias.  

Em sua trajetória de artista, Gabriele Gomes transita entre a arte visual e a literária, utilizando-se de diversos meios, como pintura, fotografia, instalação, intervenção, vídeo, objeto, poesia e prosa. Além da escrita, em “Você viu meu celular?” ela também insere imagens de pinturas no decorrer do livro e realizou a foto de capa. Ela descreve muitas imagens e cores no decorrer do texto, que foi escrito entre 2021 e 2022, durante a pandemia de Covid-19, quando a autora se isolou em um município litorâneo de Santa Catarina, em meio à Mata Atlântica.

Reflexões existenciais com ironia

O leitor vai encontrar em “Você viu meu celular?” um fluxo de pensamento, que traz ironia, fantasia, erotismo, amor, solidão, reflexões sobre o sentido da vida, entre outros temas. “Na minha prática artística, trato de questões sobre a própria arte, a pintura, a fotografia, falo sobre a espiritualidade, os sonhos, o amor. Mas na literatura falo sobre tudo. Questões políticas, sociais, entre tantos outros assuntos são abordados neste livro”, comenta Gabriele.

A experiência do isolamento da autora se reflete na protagonista da história, que também está isolada em uma casa de montanha, rodeada de mar. Faz diversas perguntas, mas seu interlocutor nunca a responde. Inicia um processo de confidência de suas angústias e tenta lidar com seu isolamento criando personagens à sua volta, como Charlotte, que nasce a partir de um corte no seu seio, Carmem Lúcida, que passa correndo trazendo reforços e o sonhado homem perfeito, que nem nos livros consegue existir.

“A literatura me possibilita dar voz a o que eu penso. E a personagem fala tudo o que pensa. O livro trata de questões existenciais, não de uma coisa só. A personagem tem 50 anos e está fazendo um balanço de vida. E todas as questões vividas até aquele momento são colocadas no livro”, explica a autora.

Música sempre presente

Em “Você viu meu celular?”, a vida da personagem vai sendo descascada, enquanto ela bebe gin, escuta músicas e joga stop consigo mesma. Em ritmo fluido e com muita ironia e erotismo, a protagonista tenta se reconstruir, procurando uma saída nesse mundo tão hostil, indefinido e concreto.

Além das conexões entre literatura, pintura e fotografia, o livro traz uma forte carga musical. A personagem cita 190 músicas ou trechos de suas letras durante todo o texto. O livro apresenta uma QR Code para acessar uma playlist com as músicas referenciadas no romance. Estão presentes desde grandes nomes da música brasileira (como Caetano Veloso, Cartola, Tim Maia, Rita Lee) até artistas menos populares como Ednardo e Ana Frango Elétrico. Entre os internacionais, figuram Amy Whinehouse, Frank Sinatra, Talking Heads, Prince, Abba, Cake, Lou Reed, Al Green, entre muitos outros.

Compartilhar Publicação
Link para Compartilhar
Publicação Anterior

Galeria Modernistas recebe a exposição “Da Terra”

Próxima publicação

Rapper baiano Rodd lança EP “Trinta” com reflexões sobre viver de música

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia a seguir