em ,

Fanfiction: o novo caminho para jovens escritores

Autora paulistana comenta democratização da literatura a partir das plataformas online de textos

Imagem: Reprodução/Tumblr

O termo “fanfiction”, em tradução livre, significa “ficção de fã”. Na prática, trata-se de histórias ficcionais, criadas por fãs, baseadas em séries, filmes, livros, novelas e personagens reais ou não. Normalmente, os textos são publicados em plataformas direcionadas para tal tipo de obra ou blogs. O que poucos sabem é que seu surgimento vem de muito tempo atrás.

A origem

Quando fora publicado, em 1854, Sherlock Holmes já tinha uma boa legião de fãs. Como naquela época, os meios de comunicação eram apenas revistas e jornais, por lá, os leitores publicavam discussões e histórias referentes ao personagem criado por Sir. Arthur Conan Doyle, bem semelhantes aos fóruns existentes nos dias atuais.

Porém, as fanfics só começaram a se popularizar ao final do século XX, a partir das “fanzines”, criadas por fãs da saga Star Trek. Já nos anos 2000, com a popularização da internet, os autores começaram a publicar em blogs pessoais e, com o passar dos anos, as plataformas como “Wattpad”, “Spirit” e “Nyah! Fanfiction” democratizaram ainda mais, o acesso a tais conteúdos.

Na prática

Para a escritora paulistana Giulia Magno, de 18 anos, as fanfictions foram à sua porta de entrada para o mundo literário. Aos 12, quando ainda era apenas leitora, começou a se interessar pela escrita e, já no ano seguinte, publicou seu primeiro livro no Wattpad. “Eu amava ler, e quando via que minha história favorita acabava, eu sentia a necessidade de explorar mais a fundo aquele mundo. Tanto como leitora, como escritora”, contou.

Muitos autores acabam optando por criarem seus próprios personagens e narrativas, porém, sagas famosas como “Harry Potter”, “Senhor dos Anéis” e “Percy Jackson”, ainda seguem sendo as favoritas para inspirações de novas histórias. A Giulia, inclusive, adora HP: “É uma história que mexeu muito comigo. Amo o conceito da magia estar escondida, a plena vista, se a gente leva isso para o dia a dia, tudo parece mais interessante”.

Giulia ingressou nas “fanfics” aos 12 anos e aos 18, lançou seu primeiro livro solo. Imagem: Divulgação

Para a escritora, esse universo veio com uma maneira de democratizar o acesso de novos escritores à literatura, considerando que, muitas vezes, o ingresso por vias tradicionais, sobretudo, em editoras, não é tão acessível em vias financeiras. “Com certeza as fanfics têm muito impacto na formação de novos escritores. Podemos ver isso pelo fato de várias obras literárias da atualidade terem partido diretamente do mundo das fanfics. Para mim, foi o primeiro passo na minha carreira como escritora”, comentou Giulia.

No mês passado, Giulia lançou seu primeiro livro solo na Amazon, “Os Sonhos de Gemini”, que traz a história de cinco personagens em busca do desconhecido, em uma narrativa que mescla ação, aventura e drama.

E claro, ela não poderia deixar de dar um conselho para quem está começando. “Escreva o que você gosta de ler. Assim, você se apaixona pelo seu próprio trabalho e ele nunca se torna tedioso. Estando satisfeito com seu trabalho, crítica nenhuma consegue te atingir”, finalizou.

Para conhecer mais da obra de Giulia Magno basta acessar https://linktr.ee/giulialiteraria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *