em ,

Livro traz a experiência da maternidade em jovens brasileiras e francesas

A maternidade nos dias de hoje tornou-se uma tarefa altamente complexa, por conta das mudanças vertiginosas e contínuas nas expectativas e valores relativos à família, que resultam em uma inquietante fluidez de parâmetros para orientar a mulher.

Essas transformações históricas são absorvidas de modo diferente de acordo com o cenário sociocultural em que a mulher vive com a sua prole, que as acomoda segundo os preceitos, as crenças e as convenções de sua comunidade.

O livro Narrativas de mães brasileira e francesas – Um estudo transcultural, das Professoras Dra. Irma Helena Bernate (FFCLRP – USP) e Dra Valéria Barbieri (Uni-Facef) aborda o estudo que as autoras fizeram para a compreensão dos primórdios do desenvolvimento da identidade pessoal e cultural do indivíduo por meio do estudo da experiência da maternidade.

Livro traz a experiência da maternidade em jovens brasileiras e francesas | Lançamentos | Revista Ambrosia

A partir de uma pesquisa de doutorado que compreender, a partir da teoria psicanalítica winnicottiana, a experiência materna de mulheres francesas e brasileiras com bebês de até 11 meses de idade, no intuito de identificar o modo como a cultura perpassa essa vivência, discernindo suas similaridades e distinções.

O livro contempla 16 relatos de mulheres brasileiras e francesas, em que elas expressam os seus sentimentos e pensamentos, por vezes paradoxais, referentes ao vínculo com o seu bebê, bem como os prazeres e frustrações da maternidade, permitindo entrever os elementos comuns e específicos conforme a sua cultura de origem. Desse modo, ele compartilha de uma concepção que considera a dimensão cultural do desenvolvimento emocional humano, e debate as capacidades da teoria psicanalítica winnicottiana para abarcar essa ótica.

O livro foi lançado pela Appris Editora e teve seu lançamento virtual on line, transmitido dia 04 de setembro, que reproduzimos abaixo:

Opiniões

Participe com sua opinião!

Carregando

0