em ,

Mini Guia de achadinhos na Bienal de São Paulo

Com mais de 400 expositores, em 10 dias a 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo reuniu cerca de 720 mil pessoas, foi possível notar uma mistura de gêneros reuniu pessoas de todas as idades, tribos e faixas sociais. A programação foi tão enxuta que algumas se sentiram perdidas, sem saber para onde ir e o que levar (além dos que já foram programados) diante de tantos lançamentos e novidades editorais.
Por isso, o Ambrosia criou uma lista (meio doida) com alguns lançamentos, outros não, que você deveria conhecer. Alguns deles nós iremos postar resenhas no decorrer do mês, confira:
Depois de dez anos sem publicar nada, Milan Kundera volta com “A festa da insignificância” (Editora Companhia das Letras). Tematizando o pior da sociedade, através de quatro amigos parisienses que vivem a banalidade atual, Kundera transita entre a Paris de hoje em dia e o Stalinismo, sempre com bom humor e ironia.
13750_gg
Apaixonado por Londres, o jornalista Rodrigo Rodrigues resolveu fazer um turismo diferente, em “London London” (Faro Editorial) ele narra um passeio pela cidade; ele passeou por Londres de metrô e resolveu colocar no livro os principais pontos a se visitar em cada uma das mais de 40 estações (em 11 linhas) e tudo isso acompanhado por sugestões de trilhas sonoras. Tem como não amar?
imagem
O lançamento de “A droga da amizade” (Editora Moderna) é o retorno de Pedro Bandeira às prateleiras. Depois de quinze anos, o 6º volume de Os Karas é narrado pelo Miguel já adulto relembrando os anos de aventuras de infância na época pré internet.
amizade
O livro Exsquisita, da autora Helena Prates (Editora Scortecci) é baseado em uma história real que se passou em Punta Del Leste sob a ótica da imaginação e das possibilidades. A história é sobre a morte de uma mulher que traía o marido em um famoso casino uruguaio. Lorena, personagem central da trama, encontra-se no auge de uma crise existencial e, ao tentar resgatar a si mesma, revive o triângulo amoroso e a fatalidade que a envolveram em sua adolescência e a acompanhariam para sempre como espectros de ilusões perdidas. Uma narrativa esquisita para alguns e exquisita para muitos outros.
23bienalSP
 
Em Bolsas, Beijos e Brigadeiros (Editora Planeta), a escritora Fernanda França conta a história de Melissa, uma jovem jornalista que vive de escrever suas deliciosas aventuras por belas e curiosas cidades do mundo. Em uma nova fase de sua vida profissional, ela viaja à Europa e além dos percalços comuns a uma mochileira no Velho Mundo, Melissa precisa lidar com a distância de seus familiares queridos e os misteriosos sumiços de seu namorado, Théo. É o que o leitor irá descobrir ao ler este saboroso romance misto de guia turístico da Europa.
CAPA-Bolsas-Beijos-e-Brigadeiros
A jovem escritora de 14 anos, Ana Beatriz lançou recentemente a obra “Sombra de um anjo” (Editora Novo Século), a história é sobre Samantha, uma garota órfã que convive com vultos e visões sobre o futuro. Desde pequena tentando ter uma vida normal, quando ela entra na faculdade conhece um garoto misterioso (e depois de alguns acontecimentos) ela descobre que está no meio de uma guerra entre o Céu e o Inferno. Então ela tem que tomar uma decisão: ter uma vida normal ou usar seu dom para ajudar a salvar o mundo?
capa
Para algumas pessoas, é muito difícil se relacionar com os filhos. Pensando em resolver este problema, o chef de cozinha e autor de “O homem que amava comidas” (Editora Pandorga), Luiz Escolto resolveu explorar essa relação na cozinha. Já que é na hora da refeição que todos param e ficam em torno da mesa, o autor utiliza da preparação de iguarias de diversas culturas como algo atrativo para tentar fortalecer estes vínculos. Será que ele vai conseguir?
06b392ad07dea61da83e17ac248fc0d8
Lendo “Guia do Passado” (Casa da Palavra) de Ronaldo Conde Aguiar, é possível fazer um passeio ilustrado pelos anos dourados dos cronistas Antônio Maria e Sérgio Porto (e suas Certinhas), falando de Marilyn Monroe, Elvis Presley e James Dean, da construção de Brasília, das chanchadas de Oscarito e Grande Otelo, do Samba-canção, da Bossa Nova, do Maracanã de Pelé e Garrincha. Um registro marcante, com fatos curiosos e pérolas do cotidiano da época mais badalada no Brasil e no mundo.
663488_Ampliada
De acordo com a própria autora, Clarice Freira, “Pó de Lua” (Intrínseca) é a sua receita infalível “para tirar a gravidade das coisas”, inspirada nas quatro fases da Lua, ela trata de forma concisa e certeira de sentimentos como a saudade, o medo, a paixão e a alegria, sempre em sua caligrafia característica, ilustradas com muitos desenhos.
p+¦
Nesta Vida, tudo é parte de um aprendizado maior e isso é mostrado em “Diário de uma Bicicleta” (Editora Pandorga), pelo autor Fabricio Mauricio. As histórias presentes no livro são contadas ora em primeira pessoa, ora narradas pelo personagem Nandi e outras são contadas pela protagonista maior: a bicicleta. Com uma mistura fantasia e realidade em uma narrativa envolvente e dinâmica, cheia de metáforas que vão ajudar o leitor a não desistir de suas batalhas.
DIaRIO-DE-UMA-BICICLETA-CAPA-186x300
Para os amantes de Ficção Científica, “O Silo” de Hugh Howey (Editora Intriseca) apresenta um mundo completamente diferente do que conhecemos hoje. Um mundo coberto por gases tóxicos onde a humanidade sobrevivente e tenta sobreviver num silo subterrâneo de diversos níveis. Uma sociedade completamente estratificada e rígida, e falar do mundo exterior constitui crime. As únicas imagens do que existe lá fora são captadas de forma difusa por câmeras de vigilância que deixam passar um pouco de luz natural para o interior do silo. Contudo, há sempre aqueles que se questionam… Esses são enviados para o exterior com a missão de limpar as câmeras. O único problema é que os engenheiros ainda não encontraram maneira de garantir que essas pessoas regressem vivas. Ou, pelo menos, assim se julga. Essa é a primeira parte de uma trilogia ainda sem data para publicação no Brasil.
untitled
Em “Dias Perfeitos” (Editora Companhia das Letras), Raphael Montes conta a história de Téo, um solitário estudante de Medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e examinar cadáveres nas aulas de anatomia e o seu amor doentio com Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de Cinema. Uma história de amor, sequestro e obsessão capaz de manter os personagens em tensão permanente e pródigo em diálogos afiados; nem o mergulho psicológico não impede que o livro siga um ritmo eletrizante, repleto de surpresas, digno dos melhores thrillers da atualidade.
dias prfeitos
Serviço
23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Quando: de 22 a 31 de Agosto de 2012

Onde: Pavilhão de Exposições do Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana)

Horário de visitação: de segunda a sexta-feira das 9 às 22h (com entrada até 21h); sábados e domingos, das 10h às 22h (com entrada até 21h)

Ingressos: R$ 12 (segunda, terça, quarta e quinta) R$ 14 (sexta, sábado e domingo).

Deixe sua opinião

Publicado por Thais Cunha

Deixa você conhecer: Bad Brains, CBGB 1982

Crítica: World Peace Is None Of Your Business mostra que Morrissey ainda é relevante