Cultura colaborativa! Participe, publique e ganhe pelo seu conteúdo!

Obra inédita de Tolkien pode aborrecer fãs

aaNão é preciso dizer que J. R. R. Tolkien é um dos mais importantes escritores do século XX e um autor que trouxe a ficção a outro patamar. Após escrever sucessos como O Hobbit e O Senhor dos Anéis, além de outras obras mais desconhecidas como Roverandom, muitos textos deixaram de ser publicados e permaneceram inéditos com a morte do autor em 1973. Seu filho, Christopher Tolkien,  ficou responsável por organizar e moldar do enorme número de anotações os livros póstumos a morte de Tolkien, podendo citar Contos Inacabados e o mais recente Os Filhos de Húrin.

Não foi diferente com a obra inédita The Legend of Sigurd & Gudrún, aguardada desde o anúncio de sua publicação. Porém, em uma entrevista ao jornal The Guardian, Christopher afirmou que o livro poderá desagradar muitos fãs tradicionais, mostrando um lado do escritor pouco conhecido pelos leitores. A obra, um poema narrativo de 500 estrofes baseado na cultura medieval nórdica, não tem data de publicação no Brasil, mas, para os  mais entusiasmados, estará sendo vendido nas livrarias portuguesas em Novembro desse ano.

Eu, como um fã assumido de Tolkien, fiquei mais curioso do que necessariamente com medo de me decepcionar em algum momento com as idéias inseridas na trama. Assim como outros leitores, tenho mais medo do livro não ser publicado no território tupiniquim!

Compartilhar Publicação
Link para Compartilhar
Publicação Anterior

Detalhes do novo Karate Kid :(

Próxima publicação

Mais um candidato ao papel de Lanterna Verde

Comentários 6
  1. Mas ele não falou o motivo do possível desagrado que o livro irá causar? Ele simplesmente acha? Que cara estranho…

    Tamos aí, assim que lançar, importarei. Vou mesmo esperar sair aqui no Brasil, se sair… Até lá o mundo já acabou! =/

  2. Acho que o Christopher disse que pode desagradar por ser um poema épico, acho que não são lá muito populares nesses tempos… mas eu adoro a Balada de Leithian, sobre Beren e Lúthien da série History of Middle-Earth que li em algum site por aí… junto com outros textos do Professor que duvido que sejam publicados aqui.

    As traduções lusas da obra de Tolkien valem muito a pena, mantém o clima do original, diferente das tosqueiras da Martins Fontes que sumiu com parágrafos e mudou sentidos no SdA.

  3. Pois é Cézar, também fiquei curiosa. ^^

    E acho que o “desagradar” se refere ao fato do livro ser um poema. Realmente, poema não me agrada muito. Mas se tratando de Tolkien, coisa ruim não pode ser.

    E, mel dels, Roverandom é lindo. *-*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia a seguir