Ambrosia Literatura Tudo sobre O Homem do Castelo Alto, de Philip K. Dick

Tudo sobre O Homem do Castelo Alto, de Philip K. Dick

Em setembro de 1945 o maior conflito da história da humanidade chegou ao fim, deixando um saldo astronômico de mortos de ambos os lados, a explosão de duas bombas atômicas e o vergonhoso holocausto perpetrado contra os judeus. Felizmente, a Segunda Guerra Mundial terminou com a derrota do Eixo, cuja ideologia desumana punha em risco não só valores de igualdade, liberdade e decência, mas também representou uma ameaça à própria continuidade da humanidade. Mas, e se os nazistas tivessem vencido o conflito? Que espécie de mundo teria advindo de sua soberania?

É o que responde de forma primorosa O HOMEM DO CASTELO ALTO, uma obra-prima do premiado escritor Philip K. Dick, autor do livro que deu origem ao filme Blade Runner – O Caçador de Androides.

Conheça esta obra obrigatória, relançada pela editora Aleph, que vem trazendo ao país a maior parte do vasto catálogo deste que é um dos grandes expoentes da literatura de ficção científica.

OUTROS LIVROS DO AUTOR

– Blade Runner: Androides Sonham com Ovelhas Elétricas? (de R$ 49,90 por R$ 31,19) – https://amzn.to/2KJoaP0

– Eu Estou Vivo e Vocês Estão Mortos: A Vida de Philip K. Dick (de R$ 49,90 por R$ 25,97) – https://amzn.to/2XCUOIc

– Sonhos Elétricos (de R$ 49,90 por R$ 22,78) – https://amzn.to/2XyaOv7

– Realidades Adaptadas (R$ 49,90) – https://amzn.to/2xib2HU

– Um Reflexo na Escuridão (de R$ 49,90 por R$ 24,21) – https://amzn.to/2XyDKmB

SINOPSE DO LIVRO:

1962, a suástica é hasteada em Nova Iorque. A escravidão é legal, os judeus tentam sobreviver e o I Ching é tão comum quanto horóscopo. Nesta distopia, Philip K. Dick traz uma visão assombrosa da história que poderia ter se tornado real caso a Alemanha nazista e o Japão tivessem ganhado a Segunda Guerra Mundial. Este livro angustiante – adaptado pela Amazon Prime, ganhador do prêmio Hugo de melhor romance – estabeleceu Philip K. Dick no gênero, quebrando a barreira entre a ficção científica e o romance filosófico. Com design de Giovanna Cianelli, a capa conta também com ilustração inédita de Rafael Coutinho, que inspirado pelas obras de Norman Rockwell salienta um dos aspectos mais sombrios do livro: quão próxima da nossa realidade é a história alternativa criada por Dick.

EDIÇÃO DO VÍDEO: Jessica Torlezi (https://instagram.com/jessica_torlezi)

50 Comentários

Participe com sua opinião

Por favor preencha o comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

próxima publicação