em ,

A valentia do dia-a-dia é estrela no clipe “Coragem”, de Rapha Moraes

Protagonizado pelo ator Luís Melo, vídeo foi dirigido pelo artista curitibano

Em meio a uma construção musical atmosférica, personagens de diversas idades se preparam para confrontar seus medos e angústias, buscando forças internas para seguir. É assim que o multi-artista curitibano Rapha Moraes constrói o hipnótico clipe “Coragem”. O registro da canção que faz parte do disco “OA” sugere uma investigação pessoal para cada um que assistir o vídeo.“Essa letra parte de um ponto de vista bem pessoal sobre a necessidade de ter coragem para enfrentar os desafios mais íntimos de perdas e despedidas. Da necessidade de evoluir, melhorar. E acho que esse discurso se encaixou bem com o momento do país também. A coragem está sendo tão necessária”, reflete Moraes.

No vídeo, entre imagens com clima de sonho filmadas em São Luiz do Purunã (PR) e Poços de Caldas (MG), pode ser vista uma performance de entrega total do premiado ator Luís Melo, em meio a uma tempestade; o jovem ator Pedro Vinicius, de 12 anos e que nasceu com Síndrome de Down, veste sua armadura e se prepara para a batalha. Além disso, a bailarina Andréa Barbour, que integra O Teatro Mágico, faz uma performance de dança e arte circense; e Tiago Catossi, especialista em saltos de grandes alturas e que já fez parte de grupos como o Aqualoucos, desafia a gravidade. Tudo para trazer para o visual a poética sonora do projeto, que é uma amostra da amplitude do trabalho do paranaense.

Moraes, que é diretor audiovisual, produziu e dirigiu o clipe de “Coragem” e outros vídeos do projeto. A inspiração para “OA” veio de um livro autobiográfico escrito por Santos Dumont. Em “Meus Balões”, o aviador e inventor contrapõe a noção de que o que voa é mais pesado que o ar com a constatação de que havia feito um navio voar no céu. Das ideias de densidade e leveza, aparentemente opostas, surgiu a metáfora ideal para o novo projeto. Inicialmente batizado de “O mais leve que o Ar”, passou para “O AR” e se tornou apenas “OA”.

Ele começou a ser construído em 2016, com composições de Moraes, que desde o início já pensava em ter um nome para o álbum que oferecesse mais amplitude que somente sua própria imagem e pessoa. Entre 2017 e 2018, o disco foi gravado com calma e cuidado com produção musical de Gustavo Schirmer (Marrakesh, Terno Rei, Vivian Kuczynski). O disco foi masterizado por Mauricio Gargel e contou com sopros de Lauro Ribeiro. O clipe “Coragem” já está disponível no Youtube e o disco “OA”, em todas as plataformas de música digital.

Deixe sua opinião

Avatar

Publicação Build Up Media