Cultura colaborativa! Participe, publique e ganhe pelo seu conteúdo!

Alinne Garruth faz samba de despedida em “Advogada”

Alinne Garruth

A cantora e compositora capixaba Alinne Garruth faz de sua nova canção uma celebração do adeus, uma comemoração de se livrar de alguém que não merecia estar ao seu lado. O sambinha “Advogada” tem tudo a ver com o momento de fim de Carnaval, ajudando a amarrar as pontas das duas vivências musicais de Alinne: à frente da sua carreira solo com um olhar pop sobre a música brasileira e como cantora do bloco Carrossel de Emoções.

Se é verdade que o ano só começa após o Carnaval, Alinne Garruth não quer entrar em 2024 com pendências. A cantora transforma em crônica urbana a separação de um casal já feliz em se ver pelas costas. Enquanto passeia por paisagens do Rio de Janeiro que escolheu para viver, Alinne canta sem dó: “eu não me sinto culpada / e se quiser, chame minha advogada”

“Essa música surgiu a partir de uma situação de livramento que eu tive. Sabe aquela ‘pessoa tóxica’ pra si mesma e pros outros, que só te julga, te expõe e te põe pra baixo? Então. É sobre a comemoração de sair de tudo isso”, recorda Alinne, com bom humor.

A produção minimalista, apenas com os instrumentos de Marcel Sousa e co-produção de Pedro Amparo, o lançamento soma a uma sequência de novidades que Garruth vem revelando. Porém, “Advogada” conta com a sua própria estética e tom, por isso ficou uma canção exclusiva para as redes sociais. 

O disco “Fim de Festa” irá inaugurar um novo capítulo na carreira de Alinne Garruth. “Além de ser o meu primeiro álbum de estúdio – o que por si só já é um marco -, é o trabalho mais vulnerável e verdadeiro que já lancei e abordo assuntos que nunca contei pra ninguém”, revela a cantora. “É um abandono da Alinne artista juvenil, esperançosa e até um pouco iludida, abrindo espaço pras minhas dores, inseguranças, raivas. É um álbum mais pé no chão mas ainda artístico, dramático e melancólico, mas não abrindo mão da energia da música pop que é a minha identidade. É também um desabafo sobre ser artista, sobre a dor de todos os nãos e começar de novo tantas vezes. Resumindo, é pra dançar chorando!”, ela completa.

O álbum está previsto para ser lançado em março de 2024. Este momento marca sua transição do cenário local para o cenário nacional, com parcerias com músicos de todo o Brasil.

“Depois de tantos singles que abriram meus caminhos, essa é a minha primeira história completa em que eu encaro todas as minhas sombras. Estou certa de que as pessoas vão se identificar muito com as músicas, mesmo que não queiram”, alerta Alinne. 

Ficha técnica:

Composição e vocal: Alinne Garruth 

Produção: Pedro Amparo e Marcel Sousa 

Instrumentista: Marcel Sousa 

Compartilhar Publicação
Link para Compartilhar
Publicação Anterior

Nova série de As Crônicas de Spiderwick ganha trailer

Próxima publicação

Tata Amaral entrevista cineastas brasileiras no Youtube

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia a seguir