Branka fala ao Ambrosia sobre as ‘violências invisíveis’ | Entrevistas | Revista Ambrosia
em , ,

Branka fala ao Ambrosia sobre as ‘violências invisíveis’

Cantora lança o seu novo single, “Palavras Sinceras”, onde fala sobre o mal de um relacionamento abusivo e como sair de uma situação dessas

A intolerância e o aumento da violência contra as minorias são temas que não podem ser desprezados, principalmente nesses tempos onde tudo parece uma disputa, um Fla-Flu.

Foi com essa situação em mente que a cantora e compositora curitibana Karyme Hass, mais conhecida como Branka, decidiu lançar o samba-bossa “Palavras Sinceras”, música onde aborda essas questões.

— A intolerância está muito forte no nosso país e, infelizmente, cresceu com as redes sociais. É uma coisa inexplicável. “Palavras Sinceras” nasceu na pandemia, mas eu sempre prestei muita atenção nesse assunto da “indelicadeza” contra as mulheres. Eu comecei a reparar nas estatísticas da violência contra as mulheres e isso foi me incomodando muito. Foi quando veio a ideia de compor essa canção — diz Branka ao Ambrosia, por telefone.

Você faz de conta
Que fica comigo
Me faz acreditar que agora mudou
Mas bate a porta
Da rua e só volta
Quando a hora passou

“Palavras Sinceras”, que estreia hoje nas plataformas digitais, fala também das “violências invisíveis”, como a psicológica, moral e até mesmo patrimonial.

— A violência psicológica é terrível. Muitas vezes ela dói mas que a violência física. Tenho amigas que passam por isso e é muito complicado porque a pessoa se sente em uma prisão invisível e não encontra a saída — conta a artista.

Da mesma forma que fala de violência, a letra também passa um sentimento de melancolia, de coração partido, um dos temas universais mais antigos da humanidade.

— A música tem o seu lado romântico porque a mulher é romântica. Quando ela está envolvida com alguém que ela ama o sonho dela é que essa pessoa se transforme em uma pessoa melhor. É como se ela estivesse dizendo: “muda que eu fico, porque eu não estou aguentando mais desse jeito” — explica a compositora.

Mais mentiras não vão machucar o meu peito
Essa dor eu vou tirar, curar do meu jeito
Teu veneno não vai mais entrar, nem confundir
Eu não vou cair nesse teu papo de novo
Minha bola não vai mais rolar no teu jogo
Me desculpe, mas eu vou cuidar de mim

Clipe e mini-documentário na mira de Branka

Para quem gostar de “Palavras Sinceras” uma boa notícia. Branka pensa em produzir um clipe para a música e mini-documentário sobre a violência contra a mulher.

Vamos aguardar!

Opiniões

Participe com sua opinião!

Carregando

0