Cultura colaborativa! Participe, publique e ganhe pelo seu conteúdo!

Ina busca conexão com raízes em álbum de estreia

O título “Chão” e a redoma presente na capa do disco mostram a dualidade do trabalho de Ina. O álbum envolve o ouvinte em um universo próprio confessional e intimista, ao mesmo tempo que busca nas raízes da MPB, música latina e ibérica ao lado do soul e do folk, um caminho para seguir.  

“‘Chão’ é onde tudo nasce, e onde tudo o que morre se renova. É a lembrança e o brotar da vida, onde plantamos esperanças e enterramos aquilo que precisa ser transformado. Esse espírito de reconexão está presente no disco. Desde criança me senti e fui vista como uma pessoa um pouco avoada, um pouco sem chão, meio aqui, meio lá: uma cabeça ‘no mundo da lua’ ou em outros mundos. É através da música que melhor consigo estar junto. A música é um chão pra mim e me inaugura na vida, me religa ao outro”, conta a artista paulistana.

Nas onze faixas deste debut, ela explora um cartão de visitas que vai canções dançantes como o baião “Chão”, “Agora que te vejo” ou o ijexá “Maluca” até momentos contemplativos como “Paraíso”, “Janela” e “Destinos Cruzados”. Tudo envolto em arranjos de João Paulo Nascimento que trazem uma sensação de aconchego e um clima de artista veterana neste projeto de estreia.

Ina fez parte da banda do cantor Sessa e participou da gravação de seu último disco, “Estrela Acesa”. Participou também de “Minha Menina”, último EP solo do Sérgio Britto (Titãs), em dueto na faixa “Vale a Pena Esperar”.  

Entre shows e gravações, colaborou com diversos artistas como Hilton Acioli, Ricardo Breim, Entrelatinos e Tauã, esse último que participa do disco na faixa “Destinos cruzados (Eu parti)”.


Com produção musical de Ina e João Paulo Nascimento, “Chão” foi mixado por Gabriel Spazziani e masterizado por Maurício Gargel. O disco está disponível em todas as plataformas digitais via YB Music.

Compartilhar Publicação
Link para Compartilhar
Publicação Anterior

Me Gusta faz festa para música eletrônica no domingo de Carnaval

Próxima publicação

“Uma mulher ao sol” volta ao cartaz no Teatro Poeirinha

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia a seguir