Cultura colaborativa! Participe, publique e ganhe pelo seu conteúdo!

Lars Ulrich, do Metallica, escolhe seus 15 álbuns de rock favoritos

Se há um alguém que você pode confiar com uma boa playlist é o baterista do Metallica, Lars Ulrich, que agora reúne uma seleção épica dos 15 melhores álbuns de heavy rock e metal de todos os tempos.

É o tipo de lista de reprodução que pode abalar uma casa até suas fundações, apresentando Black Sabbath, Alice In Chains, Iron Maiden e muito mais.

As seleções clássicas nesta lista de reprodução incluem o álbum de 1977 do AC/DC, Let There Be Rock. Discutindo o disco, Ulrich disse: “Este é o disco mais pesado do AC/DC, o disco mais denso do AC/DC, o disco mais enérgico do AC/DC”. Naturalmente, o baterista também acena para o álbum do Blue Öyster Cult On Your Feet ou On Your Knees e Overkill do Motörhead. Ao explicar a inclusão deste último, Ulrich disse: “Nunca tinha ouvido nada que soasse assim. Estourou minha cabeça. E então esse tipo de energia continuou – era tão cru”.

Embora muitos dos marcos musicais do Metallica estejam espalhados ao longo das décadas, foi no final dos anos 80 e início dos anos 90 que a banda realmente atingiu seu ritmo, junto com o gênero rock pesado como um todo. Durante esse período, o gênero e o fuzz só cresceram cada vez mais, criando uma onda de atos que raramente foi igualada desde então.

Como tal, Ulrich escolheu um punhado de LPs clássicos para consideração, como Guns N ‘Roses opus Appetite for Destruction, Alice in Chains’ Dirt e o pouco conhecido projeto Warrior Soul The Space Age Playboys.

Ulrich realmente não oferece muitas reflexões modernas em sua lista de grandes nomes. No entanto, ele ainda tira o boné para um dos melhores do século XXI. Ulrich seleciona o álbum Toxicity, de 2001, que mudou o jogo do System of a Down, ao qual ele explicou: “Foi político, foi uma loucura, foi excêntrico, foi enérgico, foi incrível, do ponto de vista da composição, bem elaborado. Foi muito inspirador no que fizemos”.

Enquanto The Battle of Los Angeles do Rage Against The Machine pode ficar aquém desse apelido, o álbum ainda é o auge do rock. “A batalha de Los Angeles soa tão fodidamente autêntica”, disse Ulrich. “Não tem filtro. Parece tão instintivo, impulsivo e do intestino. Até aquela época, muitos discos de hard rock eram muito trabalhados, inclusive o nosso”.

A lista de reprodução abaixo é o que você pode esperar de Lars Ulrich. O baterista do Metallica escolhe uma infinidade de discos ao longo de sua carreira. Embora a duração de sua carreira seja algo maravilhoso, a profundidade de seu conhecimento e a paixão que ele tem por ela é o que realmente gostamos.

Os 15 álbuns favoritos de Lars Ulrich:

  • AC/DC – Let There Be Rock, 1977.
  • Alice in Chains – Dirt, 1992.
  • Black Sabbath – Sabotage, 1975.
  • Blue Öyster Cult – On Your Feet or On Your Knees, 1975.
  • Deep Purple – Made in Japan, 1972.
  • Diamond Head – Lightning to the Nations, 1980.
  • Guns N’ Roses – Appetite for Destruction, 1987.
  • Iron Maiden – The Number of the Beast, 1982.
  • Judas Priest – Unleashed in the East, 1979.
  • Mercyful Fate – Melissa, 1983.
  • Motörhead – Overkill, 1979.
  • Rage Against the Machine – The Battle of Los Angeles, 1999.
  • System of a Down – Toxicity, 2001.
  • UFO – Strangers in the Night, 1979.
  • Warrior Soul – The Space Age Playboys, 1994.
Compartilhar Publicação
Link para Compartilhar
Publicação Anterior

Evanescence vem ao Brasil com turnê por cinco estados

Próxima publicação

Taylor Swift anuncia shows extras no Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia a seguir

Gabriella Cilmi

Tive o prazer de ouvir o disco de estréia desta jovem cantora australiana e sinceramente, é uma das boas…