Mick Jagger 80 anos – o início com os Rolling Stones

109
0

Mick Jagger está completando 80 anos. O roqueiro inglês é sem dúvida um dos mais icônicos vocalistas da história. Jagger nasceu em Dartford, no Condado de Kent, arredores de Londres, em 26 de julho de 1943. Tinha pela frente um futuro brilhante como economista, mas o Rock N’ Roll lhe reservava algo ainda maior.

É inegável que a parceria entre Mick Jagger e Keith Richards é uma das mais profícuas do rock n’ roll, tão icônica quanto a de John Lennon e Paul McCartney. Jagger e Richards se conheceram ainda na infância, na escola primária, a Dartford Maypole County Primary School. Eles ficaram separados por dez anos até se encontrarem em uma estação e por estarem sempre carregando discos de blues, se aproximaram um do outro, e a reunião viria a ser fortalecida por Dick Taylor, que estudava na Sidcup Art School com Rochards, mas conhecia Jagger, que cusava Economia na London Shcool of Economics, porque tocavam juntos em um clube em Londres.

A primeira formação dos Stones no anúncio do primeiro show

A primeira formação dos Stones era composta por Jagger nos ocais, Richards e Brian Jones nas guitarras, o pianista Ian Stewart, o baterista Mick Avory, e Taylor no baixo. Foi com essa formação que a banda fez sua estreia em 12 de julho de 1962 no Marquee Club, em Londres. Posteriormente Taylor deixaria a banda (um tempo depois formaria o The Pretty Things), sendo substituído por Bill Wyman, assim como Avory (que mais tarde se juntaria ao The Kinks).Para a bateria os Stones contrataram Tony Chapman, que se mostrou insatisfatório. Após alguns meses de persuasão, Charlie Watts, que havia saído da Blues, Inc. para trabalhar em uma agência de publicidade quando a agenda do grupo ficou muito agitada, finalmente aceitou assumir as baquetas.

Leia também: Mick Jagger comemora 80 anos com festa em Londres e novo álbum a caminho

Mick se aprimorava cada vez mais como frontman. Enquanto os Beatles se apresentavam agitando os cabelos (considerados longos para a época) os Stones tinham cabelos ainda mais compridos e ainda tinham um vocalista com uma dança negroide à frente, o que chocava a sociedade tradicional da época. Essa postura de bad boys, milimetricamente arquitetada pelo empresário Andrew Loog Oldham, que criou a matéria que tinha como chamada “Você deixaria sua filha se casar com um Rolling Stone?”.

Em 1964, no início do ano, o grupo lançou um cover de ‘Not Fade Away’, originalmente interpretada por Buddy Holly, que alcançou a impressionante terceira posição nas paradas musicais. Esse sucesso foi o primeiro dos Stones nos Estados Unidos, chegando à posição 48 na primavera daquele ano. Nesse ponto, a banda já era notória em sua terra natal e ganhava reconhecimento internacional por sua música cativante e energia no palco.

Com a ajuda de Oldham, os Rolling Stones firmaram um contrato com a Decca Records e, no mês de junho, lançaram seu primeiro single, um cover de ‘Come On’, originalmente de Chuck Berry. Esse single obteve um modesto sucesso, alcançando a posição 21 nas paradas, e o grupo o promoveu com entusiasmo, fazendo aparições em festivais e participando de pacotes turísticos. Ainda no mesmo ano, eles lançaram uma versão da música ‘I Wanna Be Your Man’, escrita por Lennon-McCartney, que rapidamente conquistou o Top 15 das paradas musicais.

Na primavera de 1964, os Rolling Stones lançaram o seu álbum de estreia homônimo, seguido por ‘It’s All Over Now’, que se tornou o primeiro número um do grupo no Reino Unido. No verão daquele ano fizeram uma tour pelos Estados Unidos. O cover de Howling Wolf ‘Little Red Rooster’ fez sucesso, atingindo o número 1 da para britânica, mas Oldham pressionou Jagger e Richards para que compusessem suas próprias músicas. Daí vieram ‘Tell Me (You’re Coming Back)’, que se tornou o primeiro single a entrar no Top 40 nos EUA. No início de 1965 The Last Time e no verão foi lançada‘(I Can’t Get No) Satisfaction’, um hit instantâneo que se tornaria um dos maiores sucessos da banda e uma das músicas mais icônicas do rock:

Leia mais sobre Rolling Stones na Ambrosia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *