Momentos em que o U2 foi épico | Música | Revista Ambrosia
em ,

Momentos em que o U2 foi épico

Vocalista Bono completa 60 anos

No último 10 de maio Paul David Hewson, mais conhecido como Bono, completou 60 anos. Sua banda, o U2, criou canções que marcaram os anos 80 e 90 e se solidificou como uma das maiores (e lucrativas) da história. Os irlandeses ainda encabeçam a lista de turnês de maior arrecadação de todos os tempos.

Bono também é conhecido por ser um dos frontmen mais carismáticos do rock e também por seu trabalho com filantropia, que começou praticamente junto com a banda. A imprensa musical sempre gostou de chamá-lo de messias ( a sério ou ironicamente). Sua última ação foi  a generosa doação de 10 milhões de euros – o equivalente a quase 60 milhões de reais na cotação atual, destinados à compra de equipamentos de proteção para funcionários irlandeses da saúde que estão na linha de frente.

Para comemorar esse aniversário, vamos lembrar alguns momentos em que o U2 mais explicitou sua grandiosidade.

Red Rocks 1983

Quando se fala no nome U2 a primeira imagem que vem à cabeça de muita gente é essa performance icônica no show da turnê do álbum “War” no Red Rocks Amphitheatre em Morrison, Colorado. A faixa foi executada com tanta energia que ficou até mais popular nessa versão do que na de estúdio. A música fala sobre o episódio do Domingo Sangrento, massacre de irlandeses do norte pelo exército inglês, que acusava manifestantes de terroristas em 30 de janeiro de 1972, na cidade de Derry.

Outra que teve bastante popularidade em sua versão ao vivo, tirada do show ao vivo em Red Rock. A letra teve origem em uma canção de amor de Bono para sua esposa, mas foi posteriormente remodelada e inspirada pelo movimento polonês Solidariedade, de Lech Walesa. A marcante linha de baixo surgiu do baixista Adam Clayton tentando descobrir os acordes da música do Visage “Fade to Grey” durante um teste de som.

Bad (Live Aid)

Entre as várias apresentações memoráveis no Live Aid em 13 de maio de 1985 (que depois ficou conhecido como o Dia Internacional do Rock), a do U2 se destaca, sobretudo nessa execução emocionante da faixa Bad, do álbum “The Unforgettable Fire”.

 

Superbowl 2002

Os atentados de 11 de setembro estavam recentes quando a banda fez sua apresentação no Superbowl. O show do intervalo foi dedicado às vítimas, que tiveram seus nomes exibidos durante a música ‘Where The Streets Have No Name’.

Uma estação de TV própria ao vivo

A Zoo TV foi a turnê mais ambiciosa do rock até então. Iniciada em 1992, trazia um palco gigantesco com vários telões e um satélite particular da banda, que transmitia as imagens. Durante o show, Bono telefonava para a Casa Branca, fazia dueto via telão com Lou Reed na música Satellite of Love. A ideia era refletir sobre o bombardeio de informações a que as pessoas eram expostas naquela era pré-internet, no início dos anos 90.

Imitando os Beatles

O clipe de ‘Where The Streets Have No Name’ mostra a banda tocando em cima de um telhado tal qual os Beatles, e sendo “convidada a se retirar” pela polícia.

Opiniões

Deixe sua opinião!

Participe com sua opinião!

Carregando

0