Naiara Azevedo revela drama com o ex-marido: “faturava 7 milhões, mas só recebia mil reais”

18
0

Cantora foi à polícia essa semana denunciar o ex-marido e empresário por violência patrimonial e conta que recebia somente mil reais dos sete milhões que ganhava

A cantora sertaneja e ex-BBB Naiara Azevedo voltou a ser notícia com a triste notícia de sua relação com ex-marino, levando inclusive o caso à polícia essa semana para denunciar o ex-marido, Raphael Cabral, por violência patrimonial.

Numa entrevista ao programa Fantástico, Naiara contou que tinha dificuldade para acessar o dinheiro que ganhava. Ela também relatou casos de agressões e ameaças.

Raphael Cabral nega que tenha cometido violência patrimonial e que tenha agredido a cantora. E diz que vai provar à polícia que é inocente. A Justiça de Goiás aceitou medida protetiva em favor de Naiara contra o ex-marido.

“Tem uma frase que eu quero deixar não só para as pessoas que estão passando por uma situação como a minha. Não entregue a sua vida, por mais que você ame e por mais que você confie, não entrega sua vida nas mãos de ninguém. Eu entreguei a minha vida na mão do meu ex-marido e eu estou pagando por isso hoje”, desabafa.

Naiara Azevedo foi surpreendida pouco antes de pegar a estrada para fazer mais um show. “Eu estava saindo de viagem. Os meus funcionários foram carregar minha carreta, meu ônibus, os equipamentos que a gente leva para a estrada. Quando a gente estava carregando foi dado uma ordem de que não poderia ser carregado o equipamento caso eu não pagasse o aluguel por tudo aquilo. Mas por que que eu tenho que pagar aluguel de algo que é meu? A carreta é minha. O ônibus é meu. O cenário também é meu”, reforça.

“Até então eu já havia sofrido violência física, moral, psicológica. Mas a violência patrimonial foi o meu gatilho. Foi aonde eu entendi que eu estava sendo impedida de trabalhar”, relata Naiara. Naiara e Raphael tiveram um relacionamento de 10 anos — ele também era o empresário dela. Segundo a cantora, a separação aconteceu em julho, depois de alguns episódios de violência doméstica.

“É uma coisa muito difícil, não julgo quem passa por essa situação, inclusive eu. Eu participei de uma campanha de violência contra a mulher. E eu estava passando dentro da minha casa, não podia falar para ninguém. Na verdade eu podia. Só não tinha coragem”, completa.

Naiara afirma que Rafael era responsável por controlar todo o dinheiro do casal.

“Os dois primeiros anos da minha carreira, 2016, 2017 foram os meus maiores faturamentos – quatro, cinco, sete milhões por mês. Sabe quanto ele me dava por mês? Mil reais. E quando eu falava assim: ‘eu preciso de um cartão, preciso de dinheiro’. Sabe o que era falado para mim? ‘Mas você quer dinheiro para que? Você tem tudo. As roupas que você usa, o projeto paga. Sua casa, estamos pagando. Seu carro, estamos pagando. Sua despensa está cheia. Mil reais não dá para você viver?’ Eu não tenho acesso a nada, nunca tive acesso a nada”, relembra.

“Da porta para fora da minha casa, eu sempre fui uma mulher empoderada. Mas da porta para dentro. Eu falava para ele, ‘eu sou como um móvel qualquer no canto da casa’”, acrescenta.
Segundo Naiara, eles eram casados em comunhão parcial de bens. E, depois da separação, ela começou a correr atrás da parte dela.

“Todo esse tempo eu venho cobrado pra gente fazer a nossa partilha de bens. Nunca aconteceu. Sempre houve uma reluta, um não, não vamos. Eu só quero o que é meu, o que eu trabalhei para ter. Eu não quero uma gota de suor do trabalho do meu ex-marido. Eu não estou aqui para tirar o mérito de ninguém. Ele trabalhou, sim, trabalhou para caramba e ele merece ter direito de 50% dele. E eu, do meu. Eu só quero o que é meu. Eu só quero clareza diante do meu trabalho, do meu suor, dos meus sonhos, da minha luta”, pontua.

A defesa de Naiara teve acesso ao relatório das notas emitidas por uma das empresas em sociedade com o ex-marido: a Naiara de Fatima Azevedo Produções Artísticas LTDA. Em 2023, o faturamento declarado soma mais de R$ 17 milhões.

As advogadas também conseguiram cancelar a procuração que dava ao ex-marido de Naiara o direito de movimentar uma das contas da cantora. Dias antes de recuperar o acesso, houve um saque de R$ 205 mil.

Sobre o incidente com os equipamentos do show que acabou sendo cancelado, Raphael Cabral disse que eles pertencem a uma empresa que está em nome da mãe e do irmão dele e apresentou notas fiscais que seriam de aluguéis pagos nos últimos três meses.

Sobre a partilha dos bens, o empresário disse que o jurídico da empresa vai se reunir com os advogados da artista.

“Já está tudo levantado. Estamos esperando para a gente poder sentar e entender o que pode ser feito. Eu falo pra você, em rede nacional: eu vou passar 100%. Não tenho interesse”, destaca.
Ele também negou que tenha agredido a cantora. E diz que vai provar à polícia que é inocente.

Com informações via G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *