em , ,

O ano na música: 1994 no Conversa de Botequim – Alta Fidelidade

No quadro “Conversa de Botequim” de hoje, eu e o Biofá falamos sobre (quase) tudo o que aconteceu no mundo da música no ano de 1994. Vinte e cinco anos atrás… Espero que gostem!

30 opinaram!

Deixe sua opinião!
  1. Esqueceram o Youthanasia do Megadeth, Far Beyond Drive do Pantera, Master of Rings do Helloween e Awake do Dream Theater. Por mais que não curtem, merecia serem colocados poxa… PRINCIPALMENTE O YOUTHANASIA

  2. Ninguém:
    Literalmente ninguém:
    Louie Louie: Até comprei o box com todos os LP'S.
    HAHAHAHAHAAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHHAHA
    Tô com o Biofá, Amorica é um discaço. Junto com Unplugged do Nirvana e o Definitely, Maybe, são os que mais gosto de 94.

  3. Fui a NY, encontrei Tom Jobim esperando as malas. Conversei com ele, disse o quanto eu admirava suas musicas. Não tirei foto. Depois qd cheguei ao Rio…vi q ele tinha morrido lá. Eu poderia ter uma das últimas fotos dele!

  4. Comprei o Dookie em Zurich. Amorica em Berlin. Em Nova York comprei o What's the Story. Em Seattle comprei o do Weezer e o Superunknown. Tudo isso em 1995. Melhor viagem da minha vida e a trilha sonora a altura…

Deixe sua opinião

O maior mangaká de samurais: Hiroshi Hirata e O Preço da Desonra

Escatológica e polêmica PB editorial e seus últimos títulos lançados