Old School Punks Infamous Stiffs

Banda entrega riffs de mosh pit e energia afiada em novo EP

22
0

Os punk rockers da Califórnia, Infamous Stiffs, estão de volta com um EP de seis músicas ao vivo, “Lockdown Live”, seu segundo lançamento pela Riot Records/Golden Robot Records, disponível para pré-encomenda/adicionar/salvar, com o novo single Kill for the Sound ( Live) agora junto com o videoclipe da faixa.

Infamous Stiffs são: Scotty Wilkins (vocal), Jim Perrault (baixo), Mark Pananides (guitarra), John Gilhooley (guitarra) e Ryland Steen (bateria). Formado em 2019 no sul da Califórnia, os membros do Infamous Stiffs passaram décadas tocando punk rock ‘n’ roll em várias encarnações… todos os caminhos levando à condição sonora que é o Infamous Stiffs.

Em entrevista, conversamos com a banda sobre suas inspirações musicais, curiosidades e planos futuros. Confira abaixo:

De onde você tirou a ideia para o nome da banda?

Jim- Uma homenagem a todos os músicos punk que nos inspiraram e morreram na infâmia. John- A maioria das pessoas pode nomear um cadáver infame. A sociedade tende a glorificá-los.

Por que punk rock?

Mark- A primeira vez que ouvi punk rock quando criança, fiquei viciado. O poder e a energia eram exatamente o que eu procurava e tenho jogado desde então. Jim- Foi onde começou o amor pela música. John- Punk Rock pra mim é uma atitude e se encaixa desde o início dos anos 80. Scott- Não é só punk rock! O lançamento também tem rock n roll. Mas, novamente, não é apenas rock n roll quando se trata disso.

Vocês se conheciam antes da formação da banda?

Mark-Scott e eu voltamos e estávamos em Hollywood Hate. Conheci Jim e John quando vim para tocar com o Infamous Stiffs. Scott-Mark e eu nos conhecemos há muito tempo, até tocamos juntos em uma banda anterior chamada Hollywood Hate. Conheci Jim e John quando me alistei.

A banda favorita de cada membro?

Mark- Adolescents / Jim- Circle Jerks / John- The Clash.

Quem ou o que te inspira a escrever músicas?

Mark- Eu escrevo o que eu quero ouvir. Ritmos e melodias que refletem e transmitem o que estou sentindo. Jim- Um amor pela música e uma necessidade de criar algo que faça as pessoas quererem se soltar e se divertir. John- Pensamento, sentimentos, o que está acontecendo ao meu redor. Scott – Às vezes é apenas o público em geral que brilha. Às vezes, é o evento que move e abala os alicerces sobre os quais o público em geral se apoia. Também pode ser uma coisa de humor. Quando é uma questão de humor, consulto meu anel de humor e vou a partir daí.

Algum de vocês já sofreu de medo do palco? Alguma dica para iniciantes sobre como vencer isso?

Mark- Só no começo. Você apenas tem que continuar jogando e fica melhor. Jim- Sim, cocaína, muita cocaína. Scott- Não, é sempre divertido. Deixe suas inibições irem. Aproveite isso enquanto você pode. Você trabalhou muito em suas músicas para ter medo. Vá e compartilhe com pessoas afins e lembre-se de que você tem mais de uma chance. Não acredite na besteira da indústria de que você só consegue um. Apenas faça!

Quais bandas mais te inspiraram?

Mark- Adolescentes, The Damned, The Ventures, AC/DC. Jim- Muitos para listar, mas vou jogar junto. Califórnia, Nova York e punk rock inglês e Stax Soul. John- The Clash, Ramones, Sex Pistols. Scott- Com toda a honestidade, há muitos para citar. Mas devo dizer que quando eu era um garotinho, assistir Tony do Adolescentes quando eles estavam indo e Rudy do The Stains era motivador pra caralho! Realmente, qualquer banda por aí e fazendo isso é uma inspiração. Eu fico feliz quando vejo uma música sendo lançada. ESTÁ VIVO!!!!!!

A banda tem material novo para breve?

Mark- Sim, esperamos ter um novo álbum pronto até o verão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *