Orquestra Juvenil Heliópolis faz concerto gratuito no palco do MASP

Tchaikóvski, Rossini e Bizet com regência do maestro Paulo Galvão

9
0

No dia 20 de agosto, um domingo, às 11h, a Orquestra Juvenil Heliópolis realiza mais uma apresentação no MASP, em concerto gratuito, sob regência de seu maestro titular, Paulo Galvão. No repertório, obras de grandes compositores da Rússia, da Itália e da França: Tchaikóvski, Rossini e Bizet. Os ingressos estarão disponíveis para retirada na bilheteria do MASP duas horas antes do evento.

O programa se inicia com uma das obras mais queridas pelo público: a Abertura 1812, de Tchaikóvski (1840-1893). Estreada na Exposição de Artes e Indústria de Moscou, em 1882, a obra evoca os eventos do conflito que os russos chamam de Guerra Patriótica de 1812, quando os 690 mil soldados a serviço de Napoleão Bonaparte (1769-1821) – o maior exército reunido na Europa até então – fracassou na tentativa de derrotar a Rússia.

Na sequência, é a vez de obras pouco conhecidas de grandes compositores. A primeira delas é do italiano Gioachino Rossini (1792-1868), um dos maiores nomes da história da ópera. No palco do MASP, a Orquestra Juvenil Heliópolis interpreta suas Variações para Clarinete e Orquestra, composta em 1809 – logo no início da carreira de Rossini, antes que o compositor enveredasse pelo universo da ópera. A peça, contudo, funciona quase como uma pequena cena operística sem palavras, com toda felicidade melódica e teatralidade que impregnariam as melhores criações rossinianas. No palco do MASP, a interpretação da Orquestra Juvenil Heliópolis conta com solos de Leonardo Molan, clarinetista do grupo.

Fechando o programa está uma obra que foi composta quase como uma tarefa pedagógica. Em 1855, ainda com 17 anos e aluno de Gounod no Conservatório de Paris, Georges Bizet (1838-1875) escreveu sua obra Sinfonia em Dó. Terminada a lição, o compositor colocou a obra na gaveta e não a publicou nem executou durante a sua vida. Somente 80 anos depois, em 1935, sua viúva, Geneviève, entregou a partitura a outro compositor, Reynaldo Hahn – foi aí que a Sinfonia nº 1 finalmente teve sua estreia, entrando para o repertório internacional pelas mãos do regente austríaco Felix Weingartner.

Formada por 67 instrumentistas, Orquestra Juvenil Heliópolis é um dos grupos mais avançados do sistema de ensino musical desenvolvido pelo Instituto Baccarelli em sua sede, em Heliópolis. Com jovens com idades entre 14 a 25 anos, a Orquestra é a primeira etapa do processo de profissionalização dos instrumentistas formados na escola e é por ela que os alunos e alunas mergulham na rotina de ensaios, estudos e apresentações, vivenciando o dia a dia profissional.

O maestro titular da Juvenil, Paulo Galvão, estuda música desde os 7 anos de idade e ingressou no Instituto aos 19. Já regeu grupos como a Orquestra Jovem do Estado, Osusp, Osesp, entre outras, e desde 2022 tem aulas de regência com o maestro Isaac Karabtchevsky, diretor artístico da instituição. Paulo Galvão é o maestro titular da Orquestra Juvenil Heliópolis, e maestro assistente da Orquestra Sinfônica Heliópolis.

Serviço

Orquestra Juvenil Heliópolis
Paulo Galvão, regente
Data: 20/08/2023, domingo
Horário: 11h
Local: Auditório MASP
Endereço: Av. Paulista, 1578 – Bela Vista, São Paulo – SP
Entrada gratuita: os ingressos estarão disponíveis duas horas antes do evento, na bilheteria do MASP.
Contato: imprensa@institutobaccarelli.org.br / (11) 3506-4610

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *