Refletindo sobre o papel da Ivete Sangalo e o hospital cuja fachada desabou

Ambrosia Etc. Refletindo sobre o papel da Ivete Sangalo e o hospital cuja fachada desabou

A cantora Ivete Sangalo realizou há cerca de um mês um show na cidade cearense de Sobral (CE) em celebração à inauguração de um hospital estadual do governo Cid Gomes. Uma notícias que até poderia passar batida, se não fosse três questões complicadas: ao show de inauguração do hospital foi bancado com a verba da saúde; o hospital foi inaugurado e depois continuo em construção; e recentemente a estrutura da fachada desabou após um temporal descomunal. Estes fatos até lembram aquela máxima de tempos muito antigos “Se não tem pão, dê-lhes circo” (neste caso em vez de ‘saúde’, de-lhes ‘axé’).

O show de Ivete Sangalo custou aos cofres de Cid Gomes , R$650 mil. A aplicação desse dinheiro deveria ter sido comunicado ao povo cearense, principalmente o da cidade de Sobral. O bom senso é que se perguntasse à população se as pessoas prefeririam ter o hospital funcionando, atendendo seus filhos, familiares e vizinhos, ou mais um showmício saltitante da Ivete Sangalo. A maioria, aposto, optaria pelo estabelecimento de saúde. Ainda mais na mesma época do carnaval.

O governador Cid Goomes
O governador Cid Goomes

Não vou entrar no mérito das capacidades artísticas de Ivete Sangalo; o que interessa aqui é o fato de um show seu ter sido realizado com esse pano de fundo nebuloso. Mesmo que Ivete não tivesse conhecimento de tudo isto, algumas perguntas que me faço não terão resposta: “O artista quando vai fazer um show não se informa sobre o motivo do mesmo, pra quem ele é feito e se tem alguma motivação oculta?“; “Basta pagar o valor da produção e tá tudo bem?”; e também “A cantora Ivete Sangalo precisa expor seu nome a uma história que possibilita tais questionamentos?”

Essa história, como sempre acontece nesse país, vai acabar sendo esquecida, mesmo que alguns veículos de comunicação tenham aproveitado pra falar cinco minutos sobre o tal ‘show-do-hospital-que-nem-foi-inagurado’. Mas não passa disso! E o pior é que estamos no Brasil, pois me sentiria péssimo sendo um blogueiro cubano com notoriedade mundial, porque lá eu não poderia falar nada, escrever nada, pensar nada. Aqui tem muita gente que age como se vivesse em Cuba, a diferença que lá você é obrigado a não pensar. Tudo vai continuar na mesma. O Ceará continuará sendo da familia Gomes, Ivete Sangalo fará muitos shows Brasil afora e continuará com sua ‘magia extraordinária’ arrebatando multidões.

Precisamos falar sobre isto e refletir sobre o que acontece de errado em nossa país. Suscitar o debate, provocar a reação das idéias, mesmo aquelas contrárias ou cheias de rancor. Sem isso, teremos muito pouco. Sem a reflexão, seremos tão insípidos quanto a multidão cuja vida passa batida nos corredores de um shopping center. Sem cara. Sem personalidade. Sem voz.

Hospital do Sobral após desabamento
Hospital do Sobral após desabamento

#Novidades