Ahmad Jamal, Kenny Garreth e Snarky Puppy encantam público do BMW Jazz Festival

Ambrosia Música Ahmad Jamal, Kenny Garreth e Snarky Puppy encantam público do BMW Jazz Festival

A 4ª edição do BMW Jazz Festival, que passou nesta semana por Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, apresentou ao público brasileiro grandes talentos, como Chris Botti, Dave Holland, Bobby McFerrin, Kenny Garrett, Ahmad Jamal e os jovens do Snarky Puppy.
No Rio de Janeiro pudemos conferir de perto o último dia do evento no Vivo Rio, que estampava uma BMW no hall de entrada cercado por moças bonitas e seguranças desconfiados com qualquer um que não trajava roupa social. Como bons cariocas o público chegou mesmo no último minuto deixando a impressionante casa de shows lotada.

 bmw-jazz-festival-2014-vivo-rio-Ahmad-Jamal-01

Abrindo a noite Ahmad Jamal, um dos maiores pianistas do século XX, assombrou o público com seu repertório de sucessos intocáveis e também de “Saturday Morning”, seu último disco.
Ahmad Jamal, americano nascido Fritz Russell Jones e convertido para o islã em 1950, deixou claro música após música o motivo de tantos nomes, como o lendário Miles Davis, terem buscado seu trabalho para construir o jazz. Uma apresentação verdadeiramente mágica ao lado dos também incríveis Reginald Veal (baixo), Herlin Riley (bateria) e Manolo Badrena (percussão).

bmw-jazz-festival-2014-vivo-rio-Ahmad-Jamal-02

bmw-jazz-festival-2014-vivo-rio-Ahmad-Jamal-03

Em seguida foi a vez do saxofonista Kenny Garreth, outro grande nome do jazz nas últimas décadas, formando um quinteto junto de Corcoran Holt (baixo), McClenty Hunter (bateria), Vernell Brown (piano) e Rudy Bird (percussão).
Garreth, candidato a lenda viva do jazz, levou o evento do jazz clássico de Ahmad para composições mais modernas através da apropriação de outros ritmos mais vibrantes enquanto desfilava com seu talento no sax e no clarinete. Um show vibrante do início ao fim graças a presença do músico, que não deixou o público esfriar até o último segundo de sua apresentação.

bmw-jazz-festival-2014-vivo-rio-Kenny-Garreth-05

Após a última pausa da noite, que já vinha se tornando exaustiva graças as apertadas e desconfortáveis acomodações do Vivo Rio, foi a vez da turma do Snarky Puppy passar pela primeira vez no país.
Particularmente por gostar bastante do instrumental de Ground Up, disco de incrível equilíbrio entre os diversos instrumentos da big band, tive a expectativa escravizada pela realidade ao perceber que apesar do grande potencial do grupo, o Snarky Puppy pareceu precisar ainda evoluir muito ao vivo para que toda boa energia dos músicos se concilie em melhor harmonia. Ainda assim a banda cumpriu seu papel levantando o desgastado público do evento.
snarky-puppy-bmw-jazz-festival-2014-vivo-rio-01

snarky-puppy-bmw-jazz-festival-2014-vivo-rio-03

Com saldo positivo, o BMW Jazz Festival tem tudo para continuar se firmando como um dos grandes eventos do gênero musical no país. Destaque também para o show gratuito que acontece em São Paulo desde sua primeira edição e bem que poderia também agraciar os cariocas em 2015 =D

Fotografias por Rodrigo Abud

#Novidades