Microsoft demite 1.900 funcionários da Activision Blizzard e Xbox

29
0
Activision Blizzard

Mal levamos três meses desde que a Microsoft fechou a aquisição da Activision Blizzard e a gigante da tecnologia está reduzindo a posição de sua divisão de jogos.

O CEO da Microsoft Gaming, Phil Spencer, anunciou as demissões em um memorando aos funcionários: “tomamos a dolorosa decisão de reduzir o tamanho de nossa força de trabalho de jogos em aproximadamente 1.900 funções das 22.000 pessoas de nossa equipe”.

O número representa cerca de 8,6% do quadro de funcionários da Microsoft Gaming – menos de 1% da força de trabalho total da Microsoft.

Já Mike Ybarra, presidente da Blizzard Entertainment, disse que está deixando a empresa junto com os demitidos: “É um dia incrivelmente difícil e minha energia e apoio estarão focados em todos os indivíduos incríveis impactados – isso não reflete de forma alguma seu trabalho incrível”. Bobby Kotick deixou o cargo de CEO da Activision Blizzard no final de dezembro. A Microsoft nomeou Matt Booty, presidente de conteúdo e estúdios de jogos, para supervisionar as equipes da Activision Blizzard.

A Microsoft fechou a aquisição da Activision Blizzard por US$ 69 bilhões, realizando o maior acordo de fusões e aquisições de todos os tempos no setor de games. As franquias da Activision Blizzard incluem Call of Duty, World of Warcraft, Guitar Hero e Diablo.

“Olhando para o futuro, continuaremos a investir em áreas que irão expandir nossos negócios e apoiar nossa estratégia de levar mais jogos para mais jogadores ao redor do mundo”, escreveu Spencer no memorando de quinta-feira. “Embora este seja um momento difícil para a nossa equipe, estou mais confiante do que nunca na sua capacidade de criar e nutrir os jogos, histórias e mundos que unem os jogadores.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *