em

As mulheres se fortalecem na Marvel

[este artigo contém spoilers]

As mulheres estão ganhando cada vez mais força no mundo dos quadrinhos, mais especificamente dentro da Marvel Comics. Anunciado ontem no CBR, o novo projeto da editora do Homem-Aranha e Capitão América consiste numa antologia em três edições totalmente feitas por mulheres chamada de Girl Comics.

Nem todas as equipes criativas foram reveladas, mas nomes como Devin K. Grayson, Kathryn Immonen, Marjorie Liu, Ann Nocenti, Jill Thompson, G. Willow Wilson, Molly Crabapple, Amanda Conner, Louise Simonson, Valerie D’Orazio, Nikki Cook, Carla Speed McNeil e Stephanie Buscema estão entre os confirmados, com edição de Jeanine Schaefer. A capa da primeira edição é desenhada por Amanda, com cores de Laura Martin, e pode ser vista logo abaixo.

girl-comics-1-capa

Curiosamente, o conteúdo das histórias não é, necessariamente, feminino, tendo a intenção de agradar a todos os tipos de leitores, elas apenas são feitas por mulheres, querendo mostrar a toda a indústria a força que elas estão adquirindo com o passar dos anos. A publicação se inicia em março de 2010.

4 opinaram!

Deixe sua opinião!
  1. Acho que uma história só com mulheres iria apelar mais para público feminino, sendo que o masculino consome mais HQs. Mas acho interessante colocar mulheres no mesmo patamar dos homens, tendo a mesma importancia na historia, e não só como “bond girls”.

  2. eu não acho que só pq a história tem personagens femininas como protagonistas vai agradar só ao publico feminino,as personagens femininas são mto boas ,e acho que os homens tambem deve comprar…mas essa imagem que foi divulgada é bem ruim,arte bem ruim

  3. Na verdade ultimamente, pelo menos eu li isso, as mulheres estão mais interessadas em trabalhar com hqs do que os homens. Acho que o mercado, está favorecendo. E bom, a Kathryn Immonen esta escrevendo Fugitivos e a Marjorie Liu, uma das séries do Wolverine. A série da Marvel Divas e a série Uber nesse estilo, Ultra foram escritas por homens. Generalizar não está com nada, a mulheres que são mais loucas que homens, veja Lexi Alexander, todos seus filmes são bem violentos e de uma forma artistica.
    A capa eu concordo, podiam ter dada a Adriana Melo ou a ALina Urusov, mas já valeu a intenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Street Fighter

Publicado por Morcelli

ColecionadorCinéfiloGibizeiroRepórterSuper-fãs

Nova York, Eu Te Amo

Demolidor 45 Anos: A Justiça é cega, mas tem cores fortes!