Batwoman pode ter mensal própria

8
3

[este artigo contém spoilers]

DTC Cv860 varAo que parece, depois de tantas polêmicas e problemas que o escritor teve com a DC Comics quando apresentou esta ideia a ela, Greg Rucka finalmente está trabalhando no que pode ser a revista mensal da Batwoman. A informação vem do próprio twitter do artista.

Do lado de J.H. Williams III, Rucka vem fazendo um trabalho muito elogiado lá fora com a heroína em Detective Comics e com isso a editora deve ter amolecido o suficiente para permitir que ele trabalhe numa revista periódica dela. Claro, a DC ainda não confirmou nada, mas num bate-papo com o site Newsarama, Rucka deixou escapar que já vem fazendo isso há tempos e deve ter cerca de 12 edições prontas.

Para fechar, o escritor disse que a primeira edição da suposta série funcionaria como uma grande forma de tornar Kathy Kane totalmente acessível a qualquer tipo de leitor. Mais informações devem surgir ainda em janeiro de 2010.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 thoughts on “Batwoman pode ter mensal própria

  1. comecei a ler batwoman detective comics esse dias e adorei, vou ficar muito feliz se ela ganhar uma mensal e vou comprar com certeza =D

  2. Personagem de primeiríssima na preferência do público GLS, não só por ser homossexual mas veja só as cores que ela usa no seu uniforme, essa capa aí encima é uma ode à Priscila rainha do deserto, vai ser um show nos bailes do galagay com certeza essa “coisa” espalhafatosa, nada a ver com uma combatente do crime noturna.

    Sem falar que Batwoman é um personagem dos mais forçados que eu tive a oportunidade de conhecer nos quadrinhos, ela não tem nenhum base dramática, uma riquinha que resolve sair por aí combatendo o crime fantasiada, mesmo que inventem toda uma origem mirabolante retroativamente, creio que isso também não vai se sustentar!

  3. Bom, vejamos:
    Personagem de uniforme bem bolado.
    Chegou quebrando padrão e desafiando preconceitos.
    Foi reintroduzida na atual cronologia oficial da DC de forma forçada sim, mas bem feita no fim das contas (a mim não chegou a ser ruim).
    História da gênese dela ainda fraca, mas é só questão de tempo pra um bom roteirista organizar isso.

    O próprio Batman, nas primeiras versões de sua origem (década de 40 a década de 60) também tinha uma origem fraca que aos poucos bons roteiristas foram acrescentando novos elementos e a refinando até ficar carregada e forte como é hoje e se tornar uma das, se não a melhor, gênese de um herói/anti-herói moderno.

    O Silêncio (Tommy Elliot), criando em 2002/2003 acho, é tambem um caso muito parecido. Tinha uma origem fraquinha até o Paul Dini recentemente (2008) ter acrescentado novos elementos que endosaram muito bem o passado e motivações do Silêncio, o tornando um personagem de origem plausivel agora.