em

Clara da Noite

Você conhece alguém que não goste de sexo? E boas risadas? Exatamente.

Carlos Trillo, Eduardo Maicas e Jordi Bernet partem dessa premissa para compor o quadrinho de humor erótico Clara dos Anjos, uma encantadora prostituta de Barcelona que não poupa recursos para criar seu filho. De traços rápidos em preto e branco, em aventuras de geralmente duas páginas, e com uma gag no final, o livro da editora Zarabatana encanta principalmente pela leveza com que aborda as dificuldades da vida sob o olhar da prostituta Clara.

Tal qualidade se encontra no humor criado pelos autores, tanto no texto quanto no desenho, uma sútil combinação cômica das virtudes e imperfeições humanas, mesmo diante de temas polêmicos que sempre são tratados com tal bom humor. Como se não batasse, Clara ainda nos surpreende, emociona ou inspira em tantos outros momentos ao lidar com as situações cotidianas com força e otimismo.

Inevitavelmente o livro e sua edição estão longe da perfeição. Em alguns momentos fica o constrangimento pela temática ou situação, quando a visão por trás da mensagem defende uma idéia muito pessoal – e contestável – dos autores. Da edição vale ressaltar alguns erros, como a falta da biografia de Eduardo Maicas e a própria seleção das historietas.

Mas nada que comprometa Clara da Noite. Pois além de boa diversão e crítica social, o sexy desenho de Clara remete a pin-up Betty Boop (com referência interna), deixando nada vulgar o conteúdo erótico do submundo urbano das prostitutas espanholas. Resumindo – Uma boa compra para sua coleção, ou mesmo para presentear um amigo ou amor.

[xrr rating=4/5]

Participe com sua opinião!

Ímpar

Publicado por Salvador Camino

ModeradorVerificadoPromotor(a)EscritorGamerRepórterMusicistaFotógrafo

Lista completa de blocos do Carnaval carioca 2012

Os Homens Que Não Amavam As Mulheres, chegou bem perto da versão original