Cultura colaborativa! Participe, publique e ganhe pelo seu conteúdo!

Especial Garfield 30 anos

[texto escrito pelo nosso colaborador Guido do Dinastia M]

Bom, essa notícia era para ter sido dada na segunda, mas essa seria uma verdadeira afronta a ele, mesmo sendo seu aniversário.

Sim, caros amigos, o gato mais preguiçoso do mundo, aquele que odeia a segunda, mas adora uma boa lasanha, completou no dia primeiro de Dezembro, 30 anos de vida. Abaixo a primeira tira produzida dele:

Criado por Jim Davis, as tirinhas do Garfield e seus amigos já foram publicados em 63 países e mais de 2.400 jornais, e movimenta mais de U$ 5 bilhões por ano, entre licenças e produtos lançados com seu nome. É um personagem verdadeiramente atemporal. Diverte a adultos e crianças, hoje, do mesmo jeito que fazia no começo de sua vida.

O gato laranja mais adorado de todo o mundo, já teve um desenho animado transmitido aqui no Brasil. Além disso, Garfield já teve sua chance nas telonas de todo o mundo, uma 2004, em 2006 com “Garfield: O Filme” e em com “Garfield II”, e promete para 2009 o terceiro filme da franquia.

Como já dissem Garfield que, mesmo tendo com seu um jeitão molenga, preguiçoso, muitas vezes rabugento e malvado com o cachorro Odie, é um personagem que conquista a todos. Em 2009 ainda será lançado um livro com uma coletânea que se chamará “Garfiel: 30 anos de risos e lasanha”.

Por tudo isso é que sabemos que vamos poder rir por muito mais tempo, com o Garfield e sua turma, uma idéia genial que rende seguidores no mundo todo, e que nos faz rir com suas comilanças e situações engraçadas, sempre querendo ser o dono da casa.

Compartilhar Publicação
Link para Compartilhar
Publicação Anterior

Justiceiro tem Quadrinhos Interativos

Próxima publicação

Movie Tunes: Trainspotting

Comentários 6
  1. You certainly understand what youre referring to. Man, this website is simply excellent! I cant wait to browse more of what youve got to share. Im actually delighted that I discovered this when I did since I had been truly starting to become tired with the total writing world. Youve turned me around, dude!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia a seguir

Refletindo sobre Sandman

Eu não sei se vou conseguir transmitir nesse artigo tudo o que eu tenho para dizer, afinal Sandman é uma obra…