em

Melhores HQs lançadas no Brasil em 2010

Após ajudar escolher os melhores lançamentos de 2009 para o blog Gibizada, do O Globo online, o jornalista Télio Navega solicitou novamente minha lista – junto de 20 outros profissionais do mercado – com os melhores lançamentos de HQs no Brasil em 2010.

Com resultado nada surpreende, o melhor álbum de 2010 é “Bando de Dois“, do paulista Danilo Beyruth, publicação da Zarabatana Books. Bando de Dois já dava sinais de sua força ao superar Milo Manara nas vendas durante a Rio Comicon, além de aparecer em algumas listas iniciais de melhores do ano. A respeitada lista compilada pelo jornalista Télio Navega só consagra de vez a saga dos bandoleiros.

Abaixo a lista completa dos melhores de 2010:

  1. Bando de dois“, de Danilo Beyruth;
  2. Cicatrizes“, de David Small;
  3. Cachalote“, de Daniel Galera e Rafael Coutinho;
  4. Notas sobre Gaza“, de Joe Sacco;
  5. MSP +50“, por vários autores;
  6. Kiki de Montparnasse“, de de José-Louis Bocquet e Catel Muller;
  7. Xampu – Lovely losers“, de Roger Cruz;
  8. O que aconteceu ao homem mais rápido do mundo?“, de Dave West;
  9. (SIC)“, de Orlandeli;
  10. Logicomix“, de Apostolos Doxiadis, Christos H. Papadimitriou, Alecos Papadatos e Annie Di Donna e “Bordados“, de Marjane Satrapi.

Para as demais listas enviadas confira este link, pois daqui em diante vou comentar o que verdadeiramente importa, minha escolha dos melhores lançamentos de HQs em 2010 no Brasil :p

1 – “Cachalote”, de Daniel Galera e Rafael Coutinho

O grande lançamento do ano ganhou a ira do mercado com a exagerada promoção da Quadrinhos na Cia., levando diversos profissionais a encarar com preconceito a fantástica proposta de Daniel Galera e Rafa Coutinho. Cachalote apresenta uma arte madura de Coutinho, que acompanha com perfeição a construção literária de Galera, e por isto figura como melhor edição do ano em minha seleção pessoal. [Compre no Submarino]

2 – “Memória de Elefante”, de Caeto

Também da Quadrinhos na Cia., “Memória de Elefante” é um álbum autobiográfico do paulista Caeto, que conta sua complicada trajetória como autor de histórias em quadrinhos, vocalista de uma banda independente e artista plástico não reconhecido. [Compre no Submarino]

3 – “Éden”, de Kioskerman

“Éden é uma sucessão de diminutos contos bucólicos e medievais em um mundo onde a natureza ocupa o papel principal e os personagens passeiam da poesia ao humor com grande inspiração e simplicidade”. Uma descrição quase  perfeita do álbum, faltando lembrar apenas da magia que se pode tirar das tiras reflexivas de Kioskerman. Editora Zarabatana Books.

4 – “Kiki de Montparnasse”, de José-Louis Bocquet e Catel Muller

Lançamento do selo Galera, um braço da Editora Record, a graphic novel “Kiki de Montparnasse” mostra a agitada vida de Kiki, musa da boemia francesa na primeira metade do século XX. As cerca de 400 páginas da edição passam voando no enxugado roteiro de José-Louis Bocquet e traço simples de Catel Muller, crescendo apenas na evolução da personagem e sua história.

5 – “Gefangene – Sem Saída”, de Koostella

Quando o Fabio Zimbres me indicou Gefangene na Rio Comicon, não podia esperar surpresa maior, os desenhos aparentemente toscos de Koostella na verdade trazem uma perturbadora visão da vida presidiária, que aliadas a falta de dialogos causam apreensão e sufoco da primeira à última página. Pela Zarabatana Books.

6 – “676 Aparições de Killoffer”, de Patrice Killoffer

Estreando no mercado, as editoras Barba Negra e LeYa Cult acabaram representadas nesta lista com “676 Aparições de Killoffer”, um álbum avassalador que mostra toda originalidade de Patrice Killofer, membro do grupo de quadrinhos L’Association. A edição acompanha o autor – e todas suas representações – preparando-se para partir de Paris para Quebec, onde ganhará uma bolsa para produzir um livro sobre a provincia.

7 – “Jambocks! – Prelúdio para a Guerra”, de Celso Menezes e Felipe Massafera

Celso Menezes conta, através das belos ilustrações de Felipe Massafera, a trajetória brasileira rumo a Segunda Guerra Mundial. A primorosa edição é da Zarabatana Books, e para saber mais leia minha resenha da edição. [Compre no Submarino]

8 – “Macanudo #3”, por Liniers

A genialidade do argentino Liniers parece não se esgotar e o terceiro volume de Macanudo mantém a qualidade das edições anteriores. Sensível e genial. Mais um excelente lançamento da editora Zarabatana Books, que sagrou-se campeã na minha lista de 2010 😀 [Compre no Submarino]

9 – “Revista Golden Shower #1”, de Cynthia B.

Cynthia B. fez sua estreia em grande estilo com a primeira edição revista Golden Shower, que reune 100 páginas de quadrinhos politicamente incorretos de autores novos e consagrados, como Allan Sieber; Chiquinha; André Dahmer; Benett; Fabio Lyra; e Arnaldo Branco.

10 – “Bando de Dois”, de Danilo Beyruth

A grande vencedora do ano acabou em último na minha lista, mostrando como este ano o mercado brasileiro foi agraciado com bons lançamentos. A principal qualidade de “Bando de Dois” é ser uma aventura impecável, que aliada ao incrível desenho de Danilo, consegue agradar qualquer tipo de leitor. Uma publicação Zarabatana Books!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *