em

CthulhuTech: Mechas contra os Grandes Antigos!

Capa de Vade Mecum, segundo suplemento do jogo
Capa de Vade Mecum, segundo suplemento do jogo

Se você é um RPGísta minimamente informado, certamente está familiarizado com o jogo Call of Cthulhu, seja sua versão original, seja sua versão d20 pela Wizards of the Coast. Embora apontado pela crítica como um grande jogo de horror, as regras de insanidade acabavam frustrando uma parte significativa dos jogadores. Afinal, dizem eles, para que jogar uma campanha em que, quanto mais eu evoluo, pior eu fico? Isso acabou por relegar ao jogo uma fama de “alternativo” e “só para intectualóides” que não corresponde à realidade.

CthulhuTech, indicado ao Origins Awards desse ano na categoria RPG, é um cenário inovador que mistura os elementos de horror cósmico de Call of Cthulhu com os mechas de Neo Genesis Evangelion, Robotech, Gundam Wing e elementos de ficção científica em um cenário onde, mesmo que você ainda fique maluco, pode arrebentar o Grande Cthulhu em um mecha biomecânico.

Produzido pelo estúdio WildFire e originalmente publicado pela Mongoose (Conan d20, Wraith Recon), o cenário passou para as mãos da Catalyst Game Labs e deve ganhar dois livros capa dura e coloridos nesta terça-feira, dia 14 de outubro. Pena que o dólar esteja tão volátil, além do cenário inovador e atraente, a arte interna é espetacular!

Capa do CthulhuTech Core Book
Capa do CthulhuTech Core Book

O sistema de jogo, baseado em dados de dez lados e chamado de framewerk, é voltado para combates cinematográficos de forma simples e intuitiva, ou ao menos é essa a propaganda oficial no site do jogo. Se eles realmente conseguiram isso, foi uma boa sacada. Se o interesse é dar espaço para os jogadores interpretarem os momentos de horror, mas ainda assim terem chances de saírem na porrada com monstros alienígenas colossais, é bom que o sistema não atrapalhe ambos com regras demais.

22 opinaram!

Deixe sua opinião!

Deixe sua opinião

Josh Brolin como Jonah Hex nos cinemas?

Prévia de Final Crisis: Revelations #3