em

Simplificando a GSL

[Escrito por Carlos “CF” Frederico e postado originalmente no Covil]

Me deparei recentemente na comunidade do OrkutRPG Brasil” com um jogador que não entendia direito esse esquema das licenças. Simplesmente não entrava na cabeça dele. E realmente, eu não duvido que muita gente não entenda xongas desta conversa. Com mais de oito anos de OGL e da (agora falecida) licença d20 ainda tem uma pá de gente que não sabe como elas funcionam. Inclusive, foi por isso que escrevi o post explicando as diferenças entre D&D, Sistema d20 e Open Gaming License.

Eis então uma tentativa de minha parte de simplificar um pouco o entendimento sobre a Game System License, que mencionei recentemente ter sido lançada em sua nova encarnação. Espero que seja de alguma ajuda.

Antes de mais nada:

Se você não pretende lançar suplementos para Dungeons & Dragons na forma de livros ou no mínimo como e-books pagos, não precisa se preocupar muito com os detalhes específicos destas licenças.

Basta ter em mente que não vai mais ser possível pegar quase todas as regras dos livros básicos de graça na internet (por meios legais, claro). Agora o SRD só faz referências ao material que as empresas que aderirem à GSL podem mencionar em seus produtos.

Agora vamos aprofundar um pouco:

Com o lançamento do Dungeons & Dragons 3ª Edição foram lançadas também a OGL e a licença d20.

A OGL é uma mãe. Com esta licença você pode pegar material chamado “de conteúdo aberto”, que era o material que a Wizards of the Coast disponibilizou de graça no SRD (que as muitas pessoas imprimem para não comprar os livros básicos de D&D) e mais algum material criado por outras empresas, e lançar o seu próprio livro de RPG. Que nem precisava ser compatível com o D&D 3ª Edição. Daí nasceram Mutantes & Malfeitores, Primeira Aventura, Spycraft.

O selo d20
O selo D20

Já a licença d20 era mais fechada, você tinha algumas restrições sobre o que podia colocar em seu produto, mas em compensação ganhava o direito de estampar um selo especial que indicava que seu produto é compatível com o Dungeons & Dragons. BESM d20, Reinods de Ferro e Scarred Lands são exemplos de produtos com esta licença.

Entretanto, estas licenças geraram dois problemas:

1- Muitas empresas correram para produzir qualquer coisa com o selo d20. A enxurrada de produtos ruins tirou toda a credibilidade da marca.

2- Na forma como a OGL foi criada, além de haver muito material à disposição gratuitamente (um inconveniente menor), não há nenhuma trava que impressa a empresa de pegar esse material gratuito e publicá-lo sem adicionar conteúdo criado por ela (um problema médio). Bem como não impedia as empresas de pegar as regras do D&D, melhorar e soltar produtos de ótima qualidade que não precisavam dos livros básicos de Dungeons & Dragons para serem usados (o X da questão, na minha opinião). Efetivamente dando apoio e incentivo à concorrência deles.

Para resolver esta situação, quando o Dungeons & Dragons 4ª Edição foi lançado, a Wizards revogou a licença d20. Acredito que ela teria feito o mesmo com a OGL, mas esta tinha uma cláusula que dizia que ela não poderia ser cancelada.

Eis o logo que os produtos da GSL deverão usar.
Eis o logo que os produtos da GSL deverão usar.

Para substituir estas licenças a Wizards resolveu lançar a Game System License (GSL). A idéia por trás da criação dela é dar permissão para as empresas lançarem produtos suplementares ao Dungeons & Dragons mas sem abrir a possibilidade delas usarem as regras dele para lançarem seus próprios produtos concorrentes com o D&D.

O problema é que a GSL, tal como foi lançada da primeira vez, era uma camisa de força. As exigências feitas pela licença eram grandes demais. A ponto de quase todas as editoras interessadas simplesmente desistirem de aderir à GSL. Em vista disso, a Wizards of the Coast prometeu reformular a licença e lançar uma nova versão dela. E foi isso o que ela fez. Com um mega atraso, mas fez.

Espero ter conseguido explicar. Não sei se consigo tornar mais simples sem perder informações demais. Mas como disse no início: se você não é uma empresa disposta a lançar produtos para o D&D 4e, não precisa se preocupar.

Opiniões

Deixe sua opinião!

    Participe com sua opinião!

    Carregando

    0