“Kotaro vai morar sozinho”, uma visão de mundo sem filtros

94
0

Quem se lembra de como era ver o mundo quando criança? Quando tudo parecia mais fácil e mais difícil ao mesmo tempo?  Em Kotaro vai morar sozinho, temos  Kotaro Sato, o protagonista de 4 anos que não é como outras crianças.

O anime que a Netflix trouxe recentemente, apresenta esse personagem, tão peculiar, com seus olhos adoráveis ​​e desconcertantes, sua camisa vermelha e branca com uma estrela dourada que lê DEUS e segura uma espada de brinquedo, assim como Tonosaman , um samurai de um anime que só Kotaro gosta.

Como seu herói, Kotaro vive por um código de conduta justo e fala nas cadências do Japão feudal , dirigindo-se às pessoas como costumavam fazer naqueles dias, mas o mais angustiante é que Kotaro mora sozinho.

Um detalhe que adapta o mangá de 2015 escrito e ilustrado por Mami Tsumura em dez episódios.  Há uma versão live-action (2021)  que destaca mais a beleza do anime; a animação é expansiva de uma forma que o live-action não é, permitindo que alcance um tom muito preciso  entre a doçura de um reality show como Crescidinhos (Old Enough)  e a devastação do drama da Segunda Guerra Mundial, O Túmulo dos Vagalumes (Tomb of the Fireflies ).

No mundo dos animes, é comum ver crianças e adolescentes morando sozinhos em seus próprios apartamentos. Kotaro vai morar Sozinho é uma versão ainda mais extrema dessa situação, em que o personagem principal é um menino de 4 anos que está perfeitamente bem e aparentemente bem para morar sozinho em seu apartamento, por tempo indeterminado.

A premissa poderia ter parado por aí, com algumas piadas e gags. Felizmente, foi muito além disso e provou que ainda é bem divertido. Como a relação com seu vizinho, Karino, um mangaká, que formam o clássico par de opostos: a criança precoce e a criança adulta.

Kotaro é financeiramente estável; Karino não tem sucesso. Kotaro é limpo e organizado; Karino não se lembra da última vez que tomou banho. No entanto, falando em crianças, Kotaro força Karino a pensar em alguém além de si mesmo. Karino começa a acompanhar Kotaro  e o menino se torna o núcleo que une os inquilinos de todo o prédio.

Todos estranhos até então, Mizuki, assume um papel maternal, enquanto Tamaru, um yakuza, se derrete em tagarelice sempre que vê Kotaro. Cada um vem de suas próprias unidades familiares frágeis e, os moradores do prédio formam uma comunidade improvisada em torno de Kotaro, acompanhando-o.

O anime segue o ritmo da vida cotidiana, com um  humor impassível. Cada episódio é composto de vinhetas curtas, às vezes desconexas, que parecem folhear um álbum de recortes: Kotaro está resfriado; Kotaro engana alguém por balões grátis. A falta de arcos episódicos claros, no entanto, funciona e torna cada episódio espontâneo .

As histórias assumem uma qualidade poética, semelhante a uma parábola, subverte o tropo da criança abandonada que existe em tantos animes: personagens que embarcam em aventuras fantásticas em outras dimensões para terem liberdade, independência.

Kotaro não foge da obscuridade inerente dessa premissa : Por que uma criança vive sozinha? – mas também imagine uma estrutura familiar informal em que o vínculo parental é construído ao longo do tempo e não assumido. Em Kotaro, o efêmero conta: os pequenos gestos e as esquisitices .

A animação de Kotaro é simples e eficaz. A estética evoca a infância sem ser infantil : os traços brilhantes e ousados ​​refletem a visão de mundo absurdamente direta de Kotaro.

Kotaro trará à mente Aishiteruze Baby, que encontra um jovem que de repente assume a responsabilidade de criar uma menina. Éfácil rir da situação, mas é tão revigorante ver  um garotinho que claramente tem uma história mais emaranhada do que ele sugere.

Kotaro vai morar sozinho é tocante, da sua maneira,  refrescantemente sincero e comovente pelo fato de que esse menino teve a audácia não apenas de morar sozinho, mas também de querer fazer todo o resto. E ajudar a trazer o melhor dos seus vizinhos

Kotaro vai morar sozinho

Kotaro vai morar sozinho
8 10 0 1
Nota: Excelente - 8/10
Nota: Excelente - 8/10
8/10
Total Score iExcelente
Cadorno Teles
WRITTEN BY

Cadorno Teles

Cearense de Amontada, um apaixonado pelo conhecimento, licenciado em Ciências Biológicas e em Física, Historiador de formação, idealizador da Biblioteca Canto do Piririguá. Membro do NALAP e do Conselho Editorial da Kawo Kabiyesile, mestre de RPG em vários sistemas, ler e assiste de tudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *