Rock in Rio: Bandas empolgam o público no “Dia do Metal” 

33
0

Sepultura e Orquestra Sinfônica Brasileira fazem abertura digna de um Rock in Rio e Dream Theater fecha uma noite de música de peso

Impossível fugir dos clichês para falar da noite dedicada ao rock pesado no Rock in Rio. Porém, nem sempre clichês e esteriótipos são ruins.

Camisetas pretas e cabelos longos vão sempre fazer parte da paisagem da noite do heavy metal e em 2022 não foi diferente.

Mesmo nas filas para entrar na Cidade do Rock já era possível ver que mais de 50% do público estava uniforizado com camisas do Iron Maiden e/ou de seu mascote Eddie.

Sepultura e OSB fazem mistura de ritmos

Sepultura e a Orquesta Sinfônica Brasileira abriram a noite do Palco Mundo com uma mistura de rock, clássico, baião e muito mais.

A apresentação serviu como um bom esquenta para um público que ainda chagava surante a apresentação e que muitas vezes preferiu se sentar nas áreas “gramadas” da Cidade do Rock para guardar forças para Gojira, Iron Maiden e Dream Theater.

Gojira esquenta para o Iron Maiden

Os franceses do Gojira fizeram bonito na ingrata misão de esquentar o público sedento pelo Iron Maiden.

Formada pelos irmãos Joe Duplantier (vocal e guitarra) e Mario Duplantier (bateria), além de Christian Andreu (guitarra) e Jean-Michel Labadie (baixo), fizeram uma apresentação ainda melhor da que apresentaram na edição de 2015 do Rock in Rio.

Eles foram corajosos em abrir o show com uma canção “recente” – “Born for One Thing”, do álbum Fortitude, de 2021), mas eles contaram com a participação de empolgação de uma plateia sedenta por rock.

A eletricidade se espalhou por uma Cidade do Rock, cheia, mas não entupida.

Chegou a hora do headliner!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *