Cultura colaborativa! Participe, publique e ganhe pelo seu conteúdo!

Série de Caru Alves de Souza aborda conflito com a lei

Caru Alves de Souza, a cineasta que venceu no Festival de Berlim a competição Generation 14plus com seu longa “Meu Nome é Bagdá”, está filmando em São Paulo “De Menor – A Série”. 

Trata-se de uma série ficcional produzida pelo Tangerina Entretenimento para o CINEBRASiLTV sobre a justiça no Brasil a partir de histórias que giram em torno de audiências envolvendo adolescentes em conflito com a lei. 

Com direção de fotografia assinada por Leonardo Feliciano (de “Marte Um”, que acumulou diferentes premiações de melhor fotografia), a produção aposta em um elenco formado por jovens atores: Grace Orsato, Giulia Del Bel, Taciana Bastos, William Costa, Benjamin Damini e Luan Carvalho. Têm participação como convidados/convidadas Carlota Joaquina (de “Unidade Básica”), o músico Dugueto Shabazz, Marina Medeiros (“Juacas”), Rita Batata (de “3%” e “Vale dos Esquecidos”) e Giovanni Gallo (de “Pedro & Bianca”). Os dois últimos foram protagonistas do primeiro longa de Caru Alves de Souza, “De Menor” (2013), obra vencedora do Festival do Rio cuja temática trata do mesmo universo da série ora em produção.  

A cineasta propõe uma abordagem inovadora sobre o tema, utilizando linguagem não naturalista e explorando novas formas para uma atividade que é em si uma representação – as audiências judiciais.

Cada episódio de “De Menor – A Série” adota um gênero ou estilo diferente. Assim, um dos episódios é um musical, outro se dá na forma de programa de TV, um terceiro traslada a audiência para uma sala de jantar, enquanto outros dialogam com games e com podcasts. Juristas e defensores públicos que contribuíram com histórias nas quais os roteiros foram baseados se reúnem no sexto episódio para comentar o material gravado.

“De Menor – A Série” foi viabilizado através do Fundo Setorial do Audiovisual (Ancine / BRDE), ProAC Editais (Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo) e Spcine, com apoio do CINEBRASiLTV. 

Caru Alves de Souza

Diretora paulista revelada pelo curta-metragem “Assunto de Família” (2011), que mereceu première mundial no Frameline, festival LGBTQIA+ de São Francisco (EUA), Caru Alves de Souza estreou no longa-metragem em 2013 com “De Menor”. A obra, que teve estreia mundial no Festival de San Sebastián (Espanha), 2013), conquistou o prêmio de melhor filme no Festival do Rio.

Em 2021 foi selecionada para o Máster de Prácticas Escénicas y Cultura Visual do Museo Reina Sofía e da Universidad Castilla-La Mancha em Madrid, onde desenvolveu uma investigação sobre criações narrativas coletivas. Seu mais recente longa-metragem de ficção, “Meu Nome é Bagdá” (2020), ganhou o Crystal Bear de melhor filme na Mostra Generation 14plus do Festival de Berlim, entre diversas outras premiações internacionais. 

A cineasta recebeu Bolsa Paradiso para participar da Pop Up Film Residency, na Lituânia, em 2022, com seu novo projeto de longa-metragem de ficção “Corações Solitários”, co-escrito com Josefina Trotta. O projeto vai participar do Punto Gênero, no Ventana Sur, o maior evento de mercado do audiovisual na América Latina, que acontece a partir de 27 de novembro em Buenos Aires e foi selecionado para o Co-Production Market do Festival de Berlim em 2023.

Compartilhar Publicação
Link para Compartilhar
Publicação Anterior

Slam Pimentas lança livro de poesias impactantes

Próxima publicação

SuperMatch lança campanha de financiamento coletivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia a seguir